Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Confusão no Garvey Park Hotel da Asa Norte em Brasília

Foto internet Na noite desta quinta-feira 09 de janeiro de 2020, uma decisão da nova direção do Garvey Hotel Park,    acabou gerando uma...

Foto internet

Na noite desta quinta-feira 09 de janeiro de 2020, uma decisão da nova direção do Garvey Hotel Park, 
 acabou gerando uma confusão entre proprietários das lojas e funcionários do prédio na Asa Norte. 
Os  empresários das lojas do Garvey Park Hotel, não gostaram da decisão da nova diretoria do edifico, localizado em uma área nobre de Brasilia.
A notícia que as lojas teriam que fechar e apagar as luzes as 19h pegou os empresários de surpresa. 
Proprietária do Salão, Cleide Jornada
Cleide Jornada, uma das empresária, disse que foi proibida de trabalhar depois das 19h, ela reclamou  que os funcionários chegaram apagando as luzes  dos corredores e proibindo ela de subir  com suas clientes que estavam agendadas.
A  loja de número 111, com a empresa  JC Barbearia e Salão,  pertence a Cleide, ela paga R$ 360 reais por mês de condomínio, e está proibida de trabalhar depois da 19h.
A reclamação veio de vários hospedes do hotel, eles alugaram as lojas para terem lucos e funcionavam até as 22h, com essa decisão muitos estão com medo de tomar prejuízo. 
Jornalista Carlos Oliveira 
A redação do Site “A política e o poder”  apurou as denuncias e recebeu várias fotos enviadas por usuários do famoso hotel de Brasilia.
O jornalista Carlos da Costa Oliveira, relatou que a direção do hotel tomou essa decisão, talvez por conta de uma suposta denúncia de prostituição, indignado disse os trabalhadores não podem pagar pelos erros dos outros, existem vários salões de beleza, hidromassagem e outras empreses que funcionam até as 22h, há anos.
Entremos em contato com a direção do hotel, pelo número 
(61) 3329-8400, quem atendeu nossas ligações foi um funcionário da recepção, por nome de Glauber, o mesmo disse que não poderia responder nossos questionamentos. 
Ao tentar conversa com alguém da direção do hotel ou o sindico do prédio, o mesmo respondeu que nenhum dos responsáveis se encontrava no momento e pediu para entrar em contato no dia seguinte, pois já havia encerrado o expediente.
Ao questionar as luzes apagada no corredor do hotel Garvey, ele desconversou e disse, que não poderia responder, só administração do prédio.
A direção do hotel Garvey é ou não é responsável por tudo isso que está acontecendo, disse um dos usuários do estabelecimento.

Os condôminos estão no prejuízo e quem vai resolver essa demanda, eles ou a justiça, disparou outro empresário do prédio alegando que não vai fechar sua loja as 19h.
Conheça o Garvey Park Hotel
Redação
E-mail apoliticaeopoder@gmailcom



Nenhum comentário