Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Ex-presidente da Câmara de Patrocínio é morto após fazer live com críticas

Um pré-candidato a vereador da cidade de Patrocínio (MG) foi morto a tiros nesta quinta-feira 24/9 após participar de uma transmissão ao vi...



Um pré-candidato a vereador da cidade de Patrocínio (MG) foi morto a tiros nesta quinta-feira 24/9 após participar de uma transmissão ao vivo nas redes sociais.
Durante a tarde, enquanto fazia uma live denunciando uma obra realizada pela prefeitura, Cássio Remis (PSDB) foi interrompido pelo secretário de Obras, Jorge Marra (DEM), que chegou em uma caminhonete branca e tomou o celular do político.

"Tá aqui o secretário. Chegaram aqui para me agredir, entendeu? Não pega meu telefone!", afirma Remis no vídeo antes de ter o celular tomado.

Em outra gravação, é possível ver o secretário saindo com o veículo e Remis na frente do carro tentando impedir que o celular fosse levado.

Ele então tentou entrar na sede da Secretaria de Obras para recuperar o aparelho, momento no qual foi baleado. Segundo a Polícia Militar, Remis foi atingido por cerca de seis disparos —cinco deles na cabeça— e morreu no local.

Principal suspeito do crime, Jorge Marra, que é irmão do prefeito, Deiró Marra (DEM), está foragido, segundo a polícia.

O prefeito se pronunciou no início da noite. "Nós lamentamos tudo que aconteceu, essa sequência de fatos —absolutamente, eu diria, injustificáveis— que culminaram com a morte do Cássio Remis."

Cássio Remis tinha 37 anos e era advogado. Em 2008, elegeu-se vereador pela primeira vez. Em 2013, foi o político mais jovem a assumir a presidência da Câmara Municipal de Patrocínio. Candidatou-se à prefeitura em 2016, mas perdeu as eleições para Deiró.

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, equipes da perícia e de investigadores estiveram no local fazendo os primeiros levantamentos.

DA FOLHA DE SÃO PAULO

Nenhum comentário