Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Publicidade

Últimas notícias

latest

Esposa de desembargador é assaltada, humilhada e magistrado desabafa

Esposa de desembargador é assaltada, humilhada e magistrado desabafa Brandão pede que seus pares fechem as liberações de habeas corpus e diz...


Esposa de desembargador é assaltada, humilhada e magistrado desabafa
Brandão pede que seus pares fechem as liberações de habeas corpus e diz que o Piauí vive sobre a mira do terrorismo e sem segurança pública.
Por TELSÍRIO ALENCAR - Em 30/10/2020 17:54

A esposa do decano do tribunal de justiça do Piauí Luiz Gonzaga Brandão de Carvalho foi assaltada, humilhada, além, de ter revólver em sua cara, com gatilho armado em seus ouvidos, ainda teve seu carro levado, com vários pertences em frente a uma lavandeira situada na zona leste de Teresina.
Desembargador Luiz Gonzaga Brandão de Carvalho do TJ/PI.
O desembargador Brandão disse ao Pauta Judicial que no momento em que teve sua esposa assaltada e agredida em uma determinada lavandeira da cidade, com arma engatilhada em sua cabeça e em seu ouvido, e que por pouco não teve sua esposa assassinada, vem desabafar em nome de todos aqueles que são agredidos em seu patrimônio físico e material, fatos esses que são seguidamente em Teresina e em todo interior dos estado.

O Desembargador fez um apelo a todos os magistrados do que compõem a justiça piauiense: “Conclamo aqui a todos que fechem as portas da liberação para habeas corpus de bandidos perigosos que atacam a dignidade humana e o patrimônio e a vida alheia.

Brandão de Carvalho fez um apelo ao secretário de segurança que mude a frota de veículos da secretaria de segurança pública. “Tem que ter veículos capazes de adentrarem em lugares que alcance inclusive a velocidade dos verdadeiros atletas do crime”, ressaltou o magistrado.

O magistrado disse ao Pauta Judicial que a sua manifestação nesse momento é como membro do Poder Judiciário. “Eu falo aqui é como um homem íntegro do poder judiciário, que teve sua esposa assaltada e quase assassinada pela bandidagem. Graças a Deus não mataram minha esposa”, desabafou o desembargador.

Brandão disse que sua esposa ao se dirigir à delegacia da área em que ela foi assaltada, lá tinha apenas um soldado da polícia militar. “Dessa forma é muito difícil a população poder contar com segurança pública. Faço aqui um apelo as responsáveis por essa pasta que tanto a população clama, coloquem viaturas nas ruas, coloquem um policiamento ostensivo, o povo não suporta mais tamanho descaso com nossa segurança”, desabafou Brandão de Carvalho.

O decano do TJ/PI classificou a onda de crimes em Teresina por parte da bandidagem que age em plena de luz do dia de terrorismo. “O Piauí está vivendo um clima de terrorismo. Nossa segurança pública não existe para conter esses criminosos”, destacou o magistrado.

Fonte: REDAÇÃO

Nenhum comentário