Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Pastor Homicida e Foragido da Justiça no Piauí, foi morto dentro de igreja no Distrito Federal enquanto pregava

Um pastor da Igreja Assembleia de Deus Voz do Calvário foi fuzilado dentro da igreja no momento em que pregava. O pastor que foi assassinat...


Um pastor da Igreja Assembleia de Deus Voz do Calvário foi fuzilado dentro da igreja no momento em que pregava. O pastor que foi assassinato era o senhor Francisco Antônio dos Santos Marques, de 35 anos, o crime aconteceu na manhã do ultimo domingo dia (4/10). Ele atingido pelas costas, o religioso estava de joelhos, em oração. Uma mulher que participava da celebração também foi baleada, de raspão, mas não corre risco de morte.

O fato criminoso aconteceu por volta das 9h, no conjunto W da QS 11, no Areal. Segundo o pastor Adão Luiz Rodrigues, 37, que também comanda a igreja palco do assassinato de Francisco, havia quatro pessoas no culto no momento da tragédia. “Eu acordei, estava tomando café e ouvi cinco disparos. Na mesma hora, corri e já estava juntando um monte de gente. Ainda o segurei, mas ele (Francisco) morreu nos meus braços”, relatou Adão.

HISTÓRICO DE FRANCISCO SEGUNDO SEU RELATO:

“Fui árvore verde por muito tempo: latrocida, homicida, pistoleiro e assaltante. Cheirava 30 gramas de cocaína por dia e andava com uma pistola ponto 40 na cintura”, ele o declarou em um dos trechos de conversa.


Ele era um Foragido da Justiça!

Francisco Marques era foragido da Justiça desde do dia 23 de agosto de 2018. Quando ele foi acusado de cometer homicídio em Paranaíba, no estado do Piauí, sua cidade natal. A Polícia Civil do DF não descarta nenhuma linha de investigação neste momento.

O Pastor Adão e seu amigo revelou que Francisco já havia lhe contado sobre essa situação, mas dizia que agora “buscava conhecer a Jesus”. “Já tinha comentado sobre esse histórico dele do passado, mas ele largou a vida do crime para seguir a igreja”, assinalou Adão.

Porque apenas o esconder atrás da Bíblia e não o apresentar com um Advogado a justiça para que ele tivesse um julgamento de forma correta? Porque alguém que diz ser justo e estar na igreja pregando o evangelho, sendo que tem uma dívida com a justiça, se está arrependido e pregando o evangelho, não é um tanto quanto contraditório não ter ido a justiça se apresentar e mostrar para Deus que mudou e é outra pessoa? São questionamento importantes, pois as pessoas vão ao um templo pregar algo que elas não fazem. Isso não seria por partes dos que o acolheram se esconder atrás da Bíblia?

Nenhum comentário