Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Publicidade

Últimas notícias

latest

Anvisa não é parceira de nenhum laboratório, nenhum instituto, diz Torres

O governador de São Paulo, João Doria com o presidente da ANVISA, Antônio Barra onde afirmou que sai "com a esperança mais elevada"...

O governador de São Paulo, João Doria com o presidente da ANVISA, Antônio Barra onde afirmou que sai "com a esperança mais elevada". O encontro teve cerca de duas horas. "O governo do estado de São Paulo apoia as vacinas, a começar pela vacina que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan. Não obstante quero registrar nossa confiança na vacina da Fiocruz. Sérgio Lima/Poder360 21.10.2020

O diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, afirmou há pouco que a agência não é parceira de “nenhum laboratório, de nenhum instituto”.

Em coletiva, Barra Torres rebateu as críticas do Instituto Butantan, que alegou ter sido alertado sobre a interrupção dos testes da Coronavac pela imprensa, e não pela Anvisa.

“Ontem, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária oficiou ao Instituto Butantan. Temos o horário, que será devidamente mostrado aos senhores. Depois que notificamos o desenvolvedor –é o nosso dever–, pelo princípio de transparência, de que não temos nada a esconder, uma nota foi publicada no nosso portal.”

E acrescentou:

“A Anvisa não é parceira de nenhum desenvolvedor, de nenhuma laboratório, de nenhum instituto, de ninguém do setor regulado. Não somos parceiros. Vou repetir: não somos parceiros. A imagem que coloco é a do árbitro, do juiz, que pesa o que foi feito certo e o que foi feito ao arrepio da norma.”

Suicídio

A GloboNews divulgou um boletim de ocorrência que aponta que a causa da morte de um dos voluntários da CoronaVac foi suicídio.

A Anvisa anunciou ontem à noite a interrupção temporária dos estudos da vacina no Brasil em razão de “evento adverso grave”.

Mais cedo, em coletiva, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou que não poderia dar detalhes do ocorrido, por questões éticas e de sigilo, mas garantiu que não havia qualquer relação com a vacina.

Antes, nas redes sociais, Jair Bolsonaro havia festejado a “derrota” da vacina de seu adversário político.

Fonte: Tudo OK Notícias 

Nenhum comentário