Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Publicidade

Últimas notícias

latest

Candidata a vereadora de Cristalândia do Piauí Regina de Célia é vítima de preconceito por moradores do município.

A candidata à vereadora de Cristalândia do Piauí Elis Regina, á Regina de Célia do PTB, está sofreu preconceito por parte de opositores do ...


A candidata à vereadora de Cristalândia do Piauí Elis Regina, á Regina de Célia do PTB, está sofreu preconceito por parte de opositores do município de Cristalândia do Piauí. 
Seus adversários políticos pegaram um vídeo dela fazendo uma reclamações na chuva sobre a gestão do atual prefeito  e modificaram sua voz colocando a voz de uma criança chorando.

No vídeo eles fizeram uma montagem modificando a voz da candidata, colocando a voz de uma criança fazendo reclamações de um prefeito de outra região que viralizou nas redes sociais ao cair de uma bicicleta por conta de um buraco na pista. 

Regina é conhecida na cidade de Cristalândia do Piauí como uma mulher destemida é alguém que não teme os poderosos e resolveu colocar seu nome a disposição dos cristalandenses como candidata a vereadora nas eleições municipal de 2020 pelo PTB de Moisés Filho candidato a prefeito.

Regina de Célia vem recebendo vários apoiadores importantes em torno da sua candidatura que era visto por muitos como impossível chegar a uma vaga de vereadora do município de Cristalândia.

A candidata que é mãe solteira, negra e de classe humilde, disse ao portal que seus opositores não aceitaram sua candidatura, eles me ofereceram vantagem para eu desistir de ser candidatura, como não aceitei estou sofrendo esses ataques preconceituosos.

Cristalândia é uma cidade que fica á 870 km da Capital Teresina, e por se tratar de uma cidade pequena as mulheres negras mãe solteira são vitima constantemente de preconceito, e na sua maiores pelo poderoso da região.

O índice de preconceito no município é bastante elevado e mesmo assim a cidade não possuem uma delegacia de combate ao crime de racismo o que dificulta o registro dos boletins de ocorrência contra esses meliantes.

A jovem Leandra Pereira, é outra que sempre relata em grupos de WhatsApp que está virando rotina o preconceito contra ela e as vezes os criminosos não são denunciados por falta de uma delegacia especializada na cidade.

                                                                Leandra Pereira

Nenhum comentário