Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Lacen processou mais de 166 mil testes RT-PCR em 2020

  Ao todo, 55.479 exames foram positivos para a Covid-19. Rede está abastecida do insumo e de procedimentos rápidos O RT-PCR é realizado a p...

 

Ao todo, 55.479 exames foram positivos para a Covid-19. Rede está abastecida do insumo e de procedimentos rápidos

O RT-PCR é realizado a partir da coleta de material genético da mucosa do fundo do nariz do paciente, por meio de um cotonete | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

O Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF) processou, em 2020, um total de 166.722 testes RT-PCR, dos quais 107.433 apresentaram resultado negativo, 55.479, positivo, e 3.810 foram inconclusivos. Disponibilizado em todas as unidades básicas de saúde (UBSs) do DF, o teste RT-PCR é uma técnica considerada “padrão ouro” na detecção da Covid-19. É realizado a partir da coleta de material genético da mucosa do fundo do nariz do paciente, por meio de um cotonete. O exame identifica se o novo coronavírus está presente no corpo da pessoa.

Por se tratar de um exame mais complexo, que exige equipamentos específicos disponíveis somente no Lacen, o resultado sai entre três a cinco dias. “O RT-PCR deve ser realizado entre o terceiro e o sétimo dia de sintomas porque, nesse período, a quantidade de vírus no corpo, ou seja, a carga viral, costuma ser maior”, explica o coordenador substituto de Atenção Primária à Saúde, José Eudes Barroso.

2021

Este ano, até a manhã do dia 25 de janeiro, o Lacen havia processado 15.422 exames RT-PCR. Deste total, 9.483 foram negativos para a Covid-19, 4.007 positivos para a doença e 690 foram inconclusivos. A diferença de 1.242 testes equivale àqueles que estão com resultados pendentes.

A população do Distrito Federal deve ficar tranquila com relação à testagem para identificar o coronavírus. Toda a rede pública de saúde está abastecida com testes para detecção da Covid-19. Hoje, as 172 unidades básicas de saúde realizam a coleta do RT-PCR. Já o teste rápido sorológico é disponibilizado em 50 UBSs. Este tipo de teste detecta a presença de anticorpos produzidos pelo organismo humano após contato com o vírus da Covid-19. Por isso, deve ser feito a partir do oitavo dia do início dos sintomas porque, nesse momento, a quantidade de anticorpos produzidos pelo organismo será mais fácil de identificar.

Diferente do teste RT-PCR, a leitura do resultado do teste rápido é realizada entre 15 a 20 minutos. “Esse exame está disponível em 50 UBSs, em virtude da limitação do quantitativo de aparelhos para realizar a leitora do teste (microleitores) que foram disponibilizados pela Fiocruz e pelo Ministério da Saúde”, esclarece José Eudes.

Abaixo, a relação das UBSs que oferecem o teste rápido:

Atendimento

“Todo paciente que apresentar dois ou mais sintomas como febre, calafrio, dor de garganta, dor de cabeça, tosse, coriza e perda do olfato ou paladar, deverá procurar uma UBS, e a depender da avaliação da condição de saúde e a data do início dos sintomas, será orientado a realizar o exame mais adequado”, aconselha José Eudes Barroso.

Para as pessoas assintomáticas que estejam em contato com quem apresente os sintomas, a recomendação é permanecer em isolamento social. Segundo José Eudes, quando algum membro da família testa positivo para a Covid-19, todos do grupo familiar são orientados a ficar em isolamento para observação dos sintomas.

 

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte:
Agência Brasília* | Edição: Freddy Charlson

Nenhum comentário