Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Tá esquentando! Fachin: pressão de militares sobre STF é “intolerável e inaceitável”

Michael Melo/Metrópoles Ministro divulgou nota criticando relato do general Villas Bôas sobre manifestação na véspera do julgamento de habea...

Michael Melo/Metrópoles

Ministro divulgou nota criticando relato do general Villas Bôas sobre manifestação na véspera do julgamento de habeas corpus de Lula.

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), divulgou uma nota nesta segunda-feira (15/2) na qual afirma que a pressão de militares sobre o Poder Judiciário é “intolerável e inaceitável”.
A manifestação do ministro ocorre depois da revelação de que as postagens feitas pelo general Eduardo Villas Bôas, ex-comandante do Exército, em sua conta do Twitter, às vésperas de um julgamento de habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 2018, foram articuladas e escritas com participação do Alto Comando do Exército.

“DIANTE DE AFIRMAÇÕES PUBLICADAS E ATRIBUÍDAS À AUTORIDADE MILITAR E NA CONDIÇÃO DE RELATOR NO STF DO HC 152752, ANOTO SER INTOLERÁVEL E INACEITÁVEL QUALQUER FORMA OU MODO DE PRESSÃO INJURÍDICA SOBRE O PODER JUDICIÁRIO. A DECLARAÇÃO DE TAL INTUITO, SE CONFIRMADO, É GRAVÍSSIMA E ATENTA CONTRA A ORDEM CONSTITUCIONAL. E AO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL COMPETE A GUARDA DA CONSTITUIÇÃO.”

Em 3 de abril de 2018, véspera do julgamento do habeas corpus, Villas Bôas escreveu no Twitter:

“Nessa situação em que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do país e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”.

Informações é do Metrópoles

Nenhum comentário