Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Conheça o perfil do homem que matou radialista no DF com fio elétrico

Na delegacia, o autor do feminicídio se manteve em silêncio. Ele deverá permanecer preso no Cento de Detenção Provisória, na Papuda. Após a ...


Na delegacia, o autor do feminicídio se manteve em silêncio. Ele deverá permanecer preso no Cento de Detenção Provisória, na Papuda.
Após a prisão de Vinícius Fernando Silva Camargo (foto em destaque), 31 anos, assassino confesso da radialista Evelyne Ogawa, 38, os investigadores da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia) buscam juntar as peças que faltam para definir a motivação para o feminicídio.
O fato de a vítima ter sido estrangulada com a ajuda de um fio denota um crime “raivoso, de ódio”, segundo os investigadores que trabalham no caso.
Embora se apresentasse como um homem aparentemente tranquilo e sorridente para amigos e familiares de Evelyne, Vinícius escondia um passado violento. Em 2017, ele espancou uma ex-namorada de 26 anos, em Planaltina. Após uma discussão banal, chegou a acertar um murro, um chute e ainda aplicou na mulher um golpe chamado mata-leão.
Além disso, o assassino confesso coleciona passagens na polícia por desacato, agressão e outros pequenos delitos.
Fotos publicadas nas redes sociais ainda mostram que Vinícius tinha por hábito mentir. Em uma das imagens, ele aparece ostentando distintivo de servidor da carreira Socioeducativa do Distrito Federal, informação desmentida pelo Sindicato de Servidores do Sistema Socioeducativo (SINDSSE/DF).
Laudo
Os policiais esperam o resultado do laudo preliminar elaborado pelo Instituto Médico Legal (IML) para identificar se Evelyne sofreu outros tipos de lesão além dos ferimentos no pescoço. Na delegacia, o assassino se recusou a falar. Ele deverá seguir da carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE) para o Centro de Detenção Provisória (CDP), no Complexo Penitenciário da Papuda.
Segundo o delegado-chefe da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia), Rodrigo Larizzatti, as características do feminicídio demonstram extrema crueldade. “Ela foi estrangulada com um fio. Nesses casos, o assassino olha a vítima nos olhos enquanto tira a vida dela. Vamos esperar o laudo, para ver se existe mais alguma lesão, além do pescoço”, afirmou.
Gravidez
A radialista Evelyne Ogawa, 38 anos, teve um aborto espontâneo quatro meses antes de ser assassinada pelo companheiro
Em publicação nas redes sociais, a mulher chegou a lamentar a morte prematura do filho. 
O fato ocorreu em novembro do ano passado. 
Ela estava grávida de Vinícius. 
Na postagem, a radialista divulgou uma foto segurando imagens de ultrassom ao lado do marido.

Fonte: Metrópoles 


Nenhum comentário