Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Homem que matou Evelyne já foi acusado de espancar ex-namorada

Vinícius Fernando Silva Camargo tem passagens por crimes de lesão corporal e uso de documento falso e pela Lei Maria da Penha Vinícius Ferna...

Vinícius Fernando Silva Camargo tem passagens por crimes de lesão corporal e uso de documento falso e pela Lei Maria da Penha

Vinícius Fernando Silva Camargo, de 30 anos, foi até a 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte) neste sábado (27/3), acompanhado do advogado, e confessou ter assassinado a esposa, Evelyne Ogawa, com um fio elétrico na noite de sexta (26/3). 
Com um longo histórico de violência e confusões, ele possui passagens por crimes de lesão corporal, vias de fato, injúria, uso de documento falso e pela Lei Maria da Penha.
Conforme apurado pela reportagem, na quinta-feira (18/3), Vinícius teria saído de casa e ficado sem dar notícias. A vítima então proibiu a entrada dele no condomínio em que moravam. Depois do fim de semana, após uma discussão, a mulher permitiu a entrada do companheiro no prédio. 
O crime teria ocorrido poucos dias depois, na noite dessa sexta-feira (26/3).
Vinícius foi condenado por agredir uma ex-namorada. Em 2017, a estudante Eslândia Rodrigues, 26 anos, foi vítima de uma sessão de espancamento dentro de casa, em Planaltina, e aponta o companheiro como autor da brutalidade. Vinícius teria acertado um murro no pescoço, um chute no rosto e aplicado um golpe mata-leão nela após uma discussão banal. 

O namorado teria ficado irritado após ela lhe virar as costas. O caso foi registrado na 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina).
Segundo registros da Polícia Civil, com exceção de um caso registrado na Asa Sul e o feminicídio em Samambaia, todos os outros crimes cometidos por ele foram registrados nas duas delegacias de Planaltina.
Vinícius também já foi autuado se passando por agente penitenciário, em 2019, usando distintivo antigo do sistema Sócio Educativo da Secretaria de Justiça (Sejus), que à época, tinha comissionados no quadro.

Reprodução/Instagram




Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário