Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Urgente: Jogador de futebol atira no colega de profissão após briga generalizada no Mato Grosso do Sul

Após briga generalizada, policial atira em direção ao chão em jogo classificatório no estadual de MS Jogador caiu no gramado depois do dispa...

Após briga generalizada, policial atira em direção ao chão em jogo classificatório no estadual de MS

Jogador caiu no gramado depois do disparo, mas, segundo presidente, não ficou ferido e fará Boletim de Ocorrência. Comissões e elencos de Aquidauanense e Águia Negra iniciaram confusão.
Um tiro foi disparado por um policial após uma briga generalizada entre as comissões técnicas do Aquidauanense e do Águia Negra, em um jogo classificatório no Campeonato Sul-Mato-Grossense de 2021, nesta quinta-feira, em Aquidauana.
Após o disparo, o jogador Rafael Xavier, do Águia, caiu no campo com dores em uma das pernas (assista no vídeo acima). Não é possível precisar se ele foi atingido.
A briga começou após a expulsão do jogador Daniel, do Águia Negra. Depois da saída do atleta, o jogo continuou, e a confusão foi para o banco, entre as comissões técnicas dos times sul-mato-grossenses.
A Polícia Militar teve de entrar no campo para conter a confusão. Em um determinado momento, enquanto os jogadores se aglomeraram próximo a um dos bancos, as imagens da transmissão via internet mostram um policial apontando a espingarda (aparentemente de pressão) para o chão. Em seguida, há o disparo.
O presidente do Águia Negra, Iliê Vidal, informou que Rafael Xavier não se feriu, mas que o jogador fará um Boletim de Ocorrência.
O jogo ficou parado por 21 minutos e posteriormente retomado. 
Ao final, o Aquidauanense venceu o Águia por 3 a 1. Com o resultado, o bicampeão estadual Águia Negra foi eliminado ainda na primeira fase da competição. Já o Aquidauanense garantiu vaga no hexagonal final.
Por meio de nota, a Polícia Militar informou que efetuava o policiamento durante a partida de futebol e por causa da discussão generalizada se fez "necessária a intervenção policial militar para encerrar o tumulto e evitar mal maior, sendo utilizados equipamentos e munições não letais".
Após a ação, conforme a PM, três pessoas foram conduzidas para a delegacia "para esclarecimentos e as devidas providências cabíveis diante da lei".

Nenhum comentário