Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Aos 42 anos, morre o ator e humorista Paulo Gustavo, vítima da covid-19

Aos 42 anos, morre o ator e humorista Paulo Gustavo, vítima da covid-19 Paulo Gustavo estava internado desde 13 de março e teve complicações...


Aos 42 anos, morre o ator e humorista Paulo Gustavo, vítima da covid-19
Paulo Gustavo estava internado desde 13 de março e teve complicações causadas pela doença que já matou 411 mil pessoas no Brasil.
O ator e humorista Paulo Gustavo morreu nesta terça-feira (4/5), às 21h12, vítima da covid-19.
Segundo boletim médico,
“em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento”.
“A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos”, diz a nota.
Mais cedo, um boletim médico informou que o quadro de saúde do ator era irreversível, mas que continuava com sinais vitais presentes.
O humorista, conhecido pelo papel de Dona Hermínia, na franquia Minha mãe é uma peça, deu entrada em 13 março no Hospital Copa Star, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, para observação e cuidados.
No entanto, o quadro piorou e uma semana depois, no dia 21 do mês, ele teve de ser intubado. 
O caso foi se agravando e o ator teve de fazer um tratamento alternativo de oxigenação por membrana extracorpórea (Ecmo), uma espécie de “pulmão artificial” usado em casos de pneumonia grave.
Durante o período de internação, ele chegou a apresentar melhora. Na tarde do último domingo (2/5), a equipe que acompanha Paulo Gustavo diminuiu o nível de sedação do ator, o que permitiu que Paulo acordasse e interagisse com o marido dele, o dermatologista Thales Bretas, e com médicos. No entanto, o caso do ator regrediu na noite deste mesmo dia quando “houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais” após uma embolia gasosa disseminada causada por uma fístula bronquíolo-venosa.
Confira a íntegra do boletim médico:
“Às 21:12h desta terça-feira, 04/05, lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da COVID-19 e suas complicações.
Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento.
A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos.”
*Estagiário sob supervisão de Roberto Fonseca
Leia matéria completa no link original da matéria:
Atualização – Correio Brziliense
COVID-19
Paulo Gustavo fez história no cinema brasileiro; veja lista de filmes
Trilogia ‘Minha mãe é uma peça’ faz sucesso desde 2013, quando o primeiro filme foi lançado
Paulo Gustavo fez história no cinema brasileiro com a trilogia Minha mãe é uma peça – o terceiro longa se tornou a maior bilheteria nacional. A seguir, confira destaques na filmografia do ator:
2013
MINHA MÃE É UMA PEÇA – O FILME

Adaptação da peça que levou milhares de pessoas aos teatros, o longa acompanha Dona Hermínia (Paulo Gustavo), mulher de meia-idade com filhos já crescidos preocupada em ter uma ocupação. Sem trabalho e sem companheiro, ela passa o tempo desabafando com a tia idosa, a vizinha fofoqueira e a amiga confidente. O elenco traz Herson Capri, Ingrid Guimarães, Mariana Xavier, Rodrigo Pandolfo e Suely Franco. André Pellenz assina a direção. O longa ultrapassou 4,6 milhões de espectadores, faturando R$ 45,3 milhões no ano de seu lançamento.
2014
OS HOMENS SÃO DE MARTE… E É PRA LÁ QUE EU VOU

Fernanda (Mônica Martelli), de 39 anos, organiza cerimônias de casamento. Solteira e devota do amor, está à procura do par perfeito. Vive às voltas com suas dúvidas sobre o comportamento masculino. Paulo Gustavo faz o papel de Aníbal, confidente de Fernanda. Direção de Marcus Baldini e Marcus Vinícius. O elenco reúne também Daniele Valente, Eduardo Moscovis, Humberto Martins, José Loreto e Marcos Palmeira. A comédia ultrapassou 1,8 milhão de espectadores.
2015
VAI QUE COLA – O FILME

Vítima de um golpe, Valdomiro (Paulo Gustavo) se muda da Zona Sul carioca para o subúrbio, a pensão da Dona Jô, no Meier. Quando ele recupera sua cobertura no Leblon, tem de levar para lá os moradores da pensão. O elenco conta com Cacau Protásio, Catarina Abdalla, Emiliano D’Avila, Fernando Caruso, Fiorella Mattheis, Marcus Majella e Samantha Schmütz. César Rodrigues assina a direção. O longa ultrapassou 3 milhões de espectadores.
2016
MINHA MÃE É UMA PEÇA 2

No longa dirigido por César Rodrigues, a vida de Dona Hermínia (Paulo Gustavo) vira de ponta-cabeça quando ela descobre que os filhos querem sair de casa. O elenco reúne Mariana Xavier, Patricya Travassos e Rodrigo Pandolfo, entre outros atores. O longa ultrapassou 9,3 milhões de espectadores, faturando mais de R$ 123,8 milhões.
2018
MINHA VIDA EM MARTE

Sequência da comédia romântica lançada em 2013. Fernanda (Mônica Martelli) enfrenta a crise conjugal e tem o apoio de Aníbal (Paulo Gustavo), sócio e amigo fiel. Direção de Susana Garcia. O elenco reúne Marcos Palmeira, Ricardo Pereira, Fiorella Mattheis e Lucas Capri, entre outros. O longa ultrapassou 5,3 milhões de espectadores
2019
MINHA MÃE É UMA PEÇA 3

Dona Hermínia (Paulo Gustavo) recebe duas notícias: Marcelina está grávida de um rapaz que mal conhece e Juliano ficou noivo. Sofrendo ao perceber que os filhos vão formar as próprias famílias, ela decide se empenhar nos preparativos para o casamento. Com o apoio da diarista Waldeia e suas irmãs Iesa e Lucia Helena, a matriarca terá que driblar a sogra do filho, além de lidar com as novas investidas do ex-marido Carlos Alberto. Direção de Susana Garcia. O elenco reúne Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier, Samantha Schmütz, Herson Capri, Patricya Travassos e Alexandra Richter. O longa ultrapassou 11,4 milhões de espectadores, faturando mais de R$ 143,8 milhões

Link original da matéria:


Nenhum comentário