Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Celina Leão diz que Ibaneis e Bolsonaro estão bem e ela está com foco na reeleição, mas…

Em meio a muitas especulações a parlamentar faz suspense sobre o futuro político A deputada federal, Celina Leão (PP-DF), é alvo de uma prof...


Em meio a muitas especulações a parlamentar faz suspense sobre o futuro político
A deputada federal, Celina Leão (PP-DF), é alvo de uma profusão de especulações quanto ao seu futuro político. Enquanto há prognósticos e conversas à boca miúda de que irá ser vice em uma chapa a governo do Distrito Federal. Ou ainda ser titular de um ministério na Esplanada em Brasília. Em entrevista exclusiva ao Tudo Ok Notícias ela falou sobre a relação política entre o governador Ibaneis Rocha e o presidente Bolsonaro, o partido e perspectivas para 2022.
Em rápida entrevista desecontraída e em clima de bate papo, o Tudo Ok Notícias quis saber o que é fato ou que é boato.
Ela respondeu com seriedade ser fato que irá continuar seu trabalho. “A Flávia (Arruda) continua sendo a nossa ministra. Não existe isso. E o resto, 2022 eu estarei ao lado do governador Ibaneis no projeto que ele quiser. O meu projeto número um é a candidatura a reeleição. Mas se for preciso a gente fazer uma modificação para acomodar o grupo eu estou à disposição. Fora disso é muita especulação (risos).”
A candidatura à vice de Ibaneis seria uma estratégia interessante? As mulheres estão sendo referência e o espaço está aberto. Em resposta à provocação do Tudo Ok Notícias, ela se reservou a dizer que tem muito orgulho do Governo Ibaneis porque há inaugurações quase todos os dias. Também obras que estavam paradas são tocadas e as emendas federais que eram perdidas, hoje lastreiam o governo que não para.
“A cidade tem outra cara”
“Montamos o Plano de Saúde do Servidor que era uma promessa antiga, que ninguém deu conta de tirar do papel. Ampliamos o Bolsa Família de 8 mil pessoas para 32 mil pessoas. Ampliamos número de creches. Só de emendas no FNDES foram R$ 33 milhões no ano passado.
Quanto à Brasília, a cidade é outra. Além disso, as obras não ficam só no Plano Piloto, estão em cidades satélites. “A cidade tem outra cara. Se não fosse a pandemia, eu tenho certeza de que a gente estaria bem melhor. Mas, assim, é problema nacional, mundial, mas afeta a todos nós. O governador não parou nenhum minuto e eu tenho orgulho de fazer parte desse time aí”, assinalou Celina Leão.
No tocante ao seu momento em meio ao desenvolvimento buscado pelo GDF, Celina observou que o povo está ciente do que se faz para ele mesmo.
“Você me conhece há muitos anos, faço críticas, fiz oposição a dois governadores. E o motivo era claro. A cidade foi entregue às traças, não podia fazer nada, não tinha coragem para se fazer nada. Acho que a população percebe e não vai investir no incerto. O governador Ibaneis Rocha tem feito muito coisa. Talvez as pessoas não saibam tudo que nós estamos fazendo porque são muitas obras em muitas áreas. Seja na área da agricultura estamos avançando, na área de infraestrutura, da assistência social, na saúde que muitos hospitais vão permanecer. Então, eu acho que se não fosse a pandemia a gente estaria melhor”, disse como sempre, sem rodeios, Celina Leão.
Tudo Ok notícias quis saber como está a relação entre Ibaneis e Bolsonaro. Ela enfatizou sem hesitar que “nosso projeto 2022 é ajudar o presidente Bolsonaro”.
Quanto ao PP, já há essa mesma posição bem definida pelo presidente da legenda, Ciro Nogueira.
“Vamos ajudá-lo, sempre muito respeitado. Eu acho que aqui é a Capital onde o presidente vive. Essa relação é de respeito entre ambas as partes. Eu estou no PP. Sou sempre canal de diálogo, de humanizar cada vez mais essa relação. Então, eu acredito que está muito bem.
Entretanto há uma atmosfera que sempre é jogada na mesa de que há algum estranhamento entre Bolsonaro e Ibaneis. “As pessoas fazem e falam muito, às vezes para desestabilizar, mas isso é mais coversa de corredores do que história verdadeira. Ibaneis está bem. Bolsonaro está bem. O PP está bem. Vamos trabalhar”, encurtou a conversa a deputada Celia Leão.

Nenhum comentário