Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Lula diz que máscara é “cabresto” e só usa pra ser diferente de Bolsonaro

Lula diz que máscara é “cabresto” e só usa pra ser diferente de Bolsonaro Cabresto: arreio de corda ou couro, sem freio ou embocadura e que ...


Lula diz que máscara é “cabresto” e só usa pra ser diferente de Bolsonaro
Cabresto: arreio de corda ou couro, sem freio ou embocadura e que serve para prender o animal ou para controlar sua marcha.
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acusou, neste sábado (12), o presidente Jair Bolsonaro de estar corrompendo ideologicamente militares com cargos em seu governo. No Rio de Janeiro, o petista também comparou a máscara a um cabresto, mas, defendendo as medidas de prevenção à Covid-19, disse que a usa para se diferenciar de Bolsonaro, a quem chamou de genocida.
Em reunião com líderes comunitários, o ex-presidente relatou dificuldades de falar com a máscara.
 A uma plateia de cerca de 40 pessoas, todos de máscara, Lula disse que poderia parecer “bravo”. Mas justificou-se:
“Não consigo falar com a máscara. Na verdade, a máscara é um cabresto. Estou com um cabresto aqui. Mas eu uso ela e falo mesmo incomodado para mostrar a diferença nossa do genocida que governa este país”, discursou, referindo-se ao arreio utilizado para controle da marcha de animais.
O petista disse ainda que, com o uso da máscara, pretendia reforçar a necessidade das medidas de combate à pandemia no Brasil.
Embora estivesse em uma sala ventilada, de portas e grandes janelas abertas e com distanciamento entre os presentes, Lula admitiu que ali havia gente demais.
“Temos que evitar concentrações. Acho que tem até gente demais aqui. Mas não tem como também…”, reconheceu.
Afirmando que o governo adota práticas antidemocráticas, Lula disse que o presidente desautorizou as Forças Armadas ao interceder para que o ex-ministro Eduardo Pazuello não fosse punido após participar de manifestação ao lado de Bolsonaro, no Rio.
O regulamento disciplinar do Exército proíbe a manifestação de natureza político-partidária de militares da ativa. General da ativa, Pazuello esteve no ato no último dia 23 e, sem máscara, subiu no carro de som ao lado do presidente.
Segundo Lula, “levar o Pazuello para dentro o armário dele, para escondê-lo de uma punição das Forças Armadas, é uma afronta grave que o presidente da República não poderia fazer”. Lula lamentou o que chamou de deformação do uso das Forças Armadas.
“Bolsonaro está corrompendo ideologicamente os militares, enchendo de militares dentro do Palácio, coisa que não precisa”, afirmou o petista.
Na opinião do ex-presidente, Bolsonaro quer criar um Estado militarizado. Por isso, diz o petista, Bolsonaro ampliou o acesso às armas.
“O Bolsonaro nunca se preparou para ser presidente deste país. Ele não tinha dimensão do tamanho do cargo. Ele quer criar um aparato próprio. Ele não quer um partido político onde possa debater democraticamente. Ele fomenta diariamente os milicianos dele. É triste para o Brasil, é perigoso para o país”, afirmou Lula, em entrevista concedida após o encontro com parlamentares e líderes comunitários.
Um minuto, por favor…
Obrigado por ter chegado até aqui. Combater a desinformação, as mentiras custa tempo e dinheiro. Nós, do DEOLHO News, temos o compromisso diário de levar até os leitores conteúdos críticos, alicerçado em dados e fontes confiáveis. Se você acredita no nosso trabalho, apoie da maneira que puder ou, se preferir…

Um comentário

geny disse...

Bolsonaro está enchendo o governo de trabalhadores pois os militares são cidadãos brasileiros e trabalhadores.
Diferente dele que encheu o governo de árvores de rapina.