Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

William Bonner revela problema de saúde “precoce” durante live

William Bonner fez mais uma live no Instagram e revelou um detalhe sobre sua vida pessoal. Na redação do JN , o âncora contou um problema de...


William Bonner fez mais uma live no Instagram e revelou um detalhe sobre sua vida pessoal. Na redação do JN, o âncora contou um problema de saúde que enfrentou há algum tempo. Aos 50 anos, ele foi diagnosticado com catarata precoce.

“Eu estive bem mais cedo e já se vão uns sete ou oito anos. O médico tirou o meu cristalino que estava opaco e botou no lugar uma lente intraocular de seis graus de miopia”, começou.

Bonner participou do Bem Estar e revelou detalhes sobre a operação que foi obrigado a fazer no olho esquerdo. “Resultado: neste olho, eu não tenho miopia. Zerado! No outro, eu continuo míope, só que com o tempo… a idade, sempre ela… a idade fez com que os seis graus, se tornassem cinco”, explicou.

“Eu perdi um grau de miopia. Qual o problema? Zerando um lado de miopia, eu não enxergo nada de perto e de longe, eu tenho visão de piloto de caça”, brincou.

O parceiro de Renata Vasconcellos abriu o jogo sobre a sua relação com o teleprompter por causa do problema nos olhos. “Com o olho zerado, eu leio o teleprompter e com o outro olho eu vejo a tela do meu computador. No teleprompter mesmo… Tá tudo certo!”, entregou.

“Ele fica distante de mim. É isso que a idade faz com a gente, mas é preciso considerar sempre que a alternativa para a idade é horrível. Nos apeguemo-nos a idade. Celebremos a idade e a saúde”, finalizou.

No Altas Horas, William Bonner expôs o protocolo de segurança contra a Covid-19 dentro da redação da Globo. “Desde o início da pandemia, a gente foi apertando o protocolo. O que mudou drasticamente, de cara, foi que a gente espalhou as pessoas pela redação. O que era possível ser feito em home office, foi feito”, disse.

“Era uma redação muito povoada. Todas as áreas de trabalho eram ocupadas. Passamos a ocupar uma sim e uma não”, relatou. “Na prática, se eu tiver que falar com o editor de esportes, eu tenho que dar um berro ou procurar numa lista de ramais, porque antes eles ficavam todos à minha frente da minha sala. Agora não tem mais isso”, completou.

Nenhum comentário