Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

NA LUPA: Democrata, Ibaneis fica do lado da Constituição e não comparece a atos antidemocráticos

Por Fred Lima Alvo de críticas de bolsonaristas por não ter comparecido ao 7 de setembro, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), é um prof...


Por Fred Lima
Alvo de críticas de bolsonaristas por não ter comparecido ao 7 de setembro, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), é um profundo conhecedor da Constituição Brasileira de 1988.
Advogado renomado da capital, Ibaneis resolveu se filiar ao MDB em 2017, justo o partido que liderou a transição democrática de saída da ditadura com José Sarney na Presidência da República e Ulysses Guimarães à frente da Câmara dos Deputados.
Apesar da relação amistosa que mantém com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o chefe do Buriti destoa do mandatário quando o assunto é o respeito às instituições, como, por exemplo, o Supremo Tribunal Federal (STF).
Em agosto, Ibaneis assinou a carta que repudia ataques aos ministros da Suprema Corte. Na ocasião, disse que quando “(…) alguém quiser atingir qualquer tipo de instituição no país, seja o Executivo, o Legislativo ou o Judiciário”, defenderá a democracia. “Eu sou um democrata, vou continuar defendendo isso com muita força”, declarou.
Em março, o chefe do Executivo local recebeu outra enxurrada de críticas dos apoiadores do presidente devivo o lockdown instituído para frear à alta dos casos de coronavírus e da crescente ocupação de leitos, o que desagradou o presidente, que chamou o ato de “estado de sítio”.
Em resposta, o governador disse que tinha apreço e respeito por Bolsonaro, mas que não voltaria atrás de sua decisão.
Na visão de Ibaneis, a defesa da democracia e a proteção da população diante da contaminação pandêmica são inegociáveis, independentemente das boas relações entre os poderes executivos federal e distrital.


Da Redação

Nenhum comentário