Page Nav

HIDE

Últimas notícias:

latest

Bateu o desespero: Rodolpho Hoth dos Reis, o HOTH HOTH grava vídeo Fake News na Estrutural. Veja o vídeo.

Desinformado da realidade do Setor Complementar de Industria e Abastecimento (SCIA), Estrutural, ex-comissionado do GDF, Rodolpho Hoth dos R...


Desinformado da realidade do Setor Complementar de Industria e Abastecimento (SCIA), Estrutural, ex-comissionado do GDF, Rodolpho Hoth dos Reis, o HOTH HOTH, grava vídeo informando que a região da Estrutural só existe uma unidade de saúde básica na cidade.
A falta de informação e o desespero mostra que os cabo eleitoral dos opositores do Governador Ibaneis estão mesmo para tudo, eles querem de todas as formas difamar o gestor.


A cidade Estrutural, possuem dois posto de saúde, um na entrada da cidade, e outro ao lado do Conselho Tutelar  da cidade. 
O ex-comissionado e ex-candidato por duas vezes pelo PSOL, trabalhou no GDF mais de dois anos, após ser exonerado do cargo na secretária de Atendimento a Comunidade começou a gravar vídeos com uma narrativa desesperadora.
Hoth Hoth tentou uma candidatura a deputado distrital em 2018, pelo MDB, mais foi impedido pela justiça eleitoral.


Uma denuncia recente no site Em Defesa da Saúde, mostra qual o verdadeiro objetivo da ESQUERDA em Brasília.
Agora fica a pergunta para quem Hoth Hoth está trabalhando? Querendo Brasília novamente no Buraco? é isso mesmo?
Confira a matéria
Esquerda monta grupo de ódio no WhatsApp para atacar Ibaneis Rocha na Globo e demais jornais.
O grupo denominado Bloco de Esquerda com o título: “Retornar ao Palácio do Buriti 2023” no WhatsApp, formado por toda a frente de esquerda no DF, teve seu modus operandis desmascarado após um print do mesmo chegar ao conhecimento do portal S&DS.
O próprio grupo reconhece a boa gestão do governador Ibaneis Rocha (MDB-DF), mas a ordem emanada por seus administradores é para tentar desconstruir a gestão com informações falsas, as chamadas Fake News.
O poder pelo poder
No grupo, não importa quem venha a ganhar as eleições: Reguffe, Leila ou Rafael Parentes, o importante é voltar a mama nas tetas do governo, uma clara declaração da falta de um projeto para o Distrito Federal.
Vejam o que estão fazendo a turma do quanto pior melhor, no texto copiado do grupo do WhatsApp e o print da prova cabal.
Grupo atenção!
Toda frente de esquerda do DF precisa aumentar os ataques ao governador Ibaneis, na Globo e demais jornais.
Embora tenha uma grande rede de portais para mostrar suas obras precisamos desconstruir tudo isso: viadutos, UPAs, novo Hospital, entrega de novas moradias, Refiz, aumento para os servidores… fazendo isso com inteligência. 
Vamos continuar a encher o noticiário de comentários contrários a essa governo e retorna ao Palácio do Buriti em 2023 com Reguffe, Leila ou Rafael Parente.
Avante companheiros!
Hospitais Públicos e a farsa do atendimento
Mensagens trocadas no grupo demonstram que os militantes chegam a ir a diversos hospitais públicos, fazendo ficha de atendimento, mesmo não estando doentes, apenas para alguns minutos depois, gravarem vídeos se passando por pacientes que precisam de atendimento para desacreditarem o governo. Um crime, visto que estão prejudicando diretamente os pacientes que realmente precisam e, colocando a população contra os valorosos profissionais da saúde e o SUS.
‘Desconstruir tudo isso’
Não se desconstrói aquilo que está posto aos olhos de todos os cidadãos, pelo contrário, assim como não conseguiram apagar os feitos do ex-governador Roriz (MDB-DF), o atual governador Ibaneis que segue as mesmas diretrizes e tem se espelhado em Roriz, supera seus antecessores: Rodrigo Rollemberg (PSB) e Agnelo (PT) em ações por todo DF, que ficarão para a história da capital.
‘Retorna ao Palácio do Buriti em 2023’
O grupo de apoio a Reguffe, Leila, Rafael Parente, Izalci que sonha em voltar ao poder (Palácio do Buriti) esquecerem de comparecer na missa de domingo para ouvir o padre Moisés ler São Tiago 2: 26 que diz: ‘a fé sem obras é morta‘. 
Ainda mais depois de 8 anos, que o DF passou por um apagão de gestão.

Nenhum comentário