Page Nav

HIDE

Últimas notícias

latest
MSP Mercado do Seu Pet

RAÇÃO: PASTEL DOG 25KG ⇒ R$100,00 〉〉〉 BILLY DOG 25KG ⇒ R$110,00 〉〉〉 CAPITÃO DOG 20KG ⇒ R$110,00 〉〉〉 LOVE DOG 25KG ⇒ R$120,00 〉〉〉 BOMGUY CARNE COEX 25KG ⇒ R$155,00 〉〉〉 BESSER NATURAL 25KG ⇒ R$150,00 〉〉〉 FANNY DIA A DIA 25KG ⇒ R$150,00 〉〉〉 BESSER NATURAL 10KG ⇒ R$65,00 〉〉〉 Venha conhecer a loja na QD:03, Conj.10, Loja:21, Str:Norte, Avenida 09 de Julho, Estrutural - DF - Whatsapp (61) 99884-1258

Carro da senadora Leila Barros vai a leilão para pagar dívida com PSB

Isadora Teixeira Carro da senadora Leila Barros vai a leilão para pagar dívida com PSB A 22ª Vara Cível de Brasília determinou a venda da Ch...


Isadora Teixeira
Carro da senadora Leila Barros vai a leilão para pagar dívida com PSB
A 22ª Vara Cível de Brasília determinou a venda da Chevrolet Tracker, com lance inicial de R$ 70,3 mil, para quitar parte da dívida com PSB.
O carro da senadora Leila Barros (PDT-DF) vai a leilão para pagar uma dívida com o PSB, após penhora determinada pela 22ª Vara Cível de Brasília.
Os lances para a Chevrolet Tracker, modelo 2016, com 92.733 quilômetros rodados podem ser feitos até às 14h10 do dia 5 de março de 2024. 
O edital do leilão foi publicado nessa quinta-feira (18/1).
O lance inicial é de R$ 70,3 mil. Caso não haja interesse, será aberto o 2º leilão, pela metade do preço: R$ 35,2 mil.
A 22ª Vara Cível de Brasília determinou a venda do veículo para quitar parte do valor cobrado pelo PSB.
 A dívida atualizada está em R$ 185,4 mil.
O Estatuto do PSB prevê que os parlamentares devem repassar 10% do rendimento bruto ao partido. O partido alegou que a senadora não pagou R$ 3.376,30 por mês, entre março de 2019 e junho de 2021, o que levou a uma dívida de R$ 102,4 mil.
Em agosto de 2021, Leila deixou o PSB e ingressou no Cidadania. Em março de 2022, a senadora se filiou ao PDT. Atualmente, ela exerce a função de presidente do Diretório Regional do PDT no Distrito Federal.
A coluna acionou a assessoria da senadora e aguarda retorno. O espaço permanece aberto para eventuais manifestações.

Crédito é da Jornalista Isadora Teixeira Metrópoles 

Nenhum comentário