banner

sexta-feira, 13 de abril de 2018

author photo


Com passagens pagas pela Câmara, Alberto Fraga curte praia no Nordeste

Deputado federal viajou oito vezes para Aracaju (SE), cidade onde residem familiares. Segundo assessoria, ele concilia férias com trabalho
O deputado federal e presidente do diretório regional do DEM no Distrito Federal, Alberto Fraga, viajou com passagens pagas pela Câmara dos Deputados e desfrutou dos atrativos de Aracaju (SE). O parlamentar foi oito vezes – somente nesta legislatura – para a cidade nordestina, de acordo com dados do site da Casa.

Fraga curtiu praias e outros pontos turísticos, além de visitar os familiares moradores de Aracaju. Os passeios foram registrados e divulgados pelo próprio parlamentar nas redes sociais. Informações disponibilizadas no Portal da Câmara dos Deputados apontam que o transporte de idas para a capital sergipana e de voltas para Brasília custou em torno de R$ 10 mil aos cofres públicos desde 2015.

Os bilhetes aéreos foram emitidos em: abril, julho e setembro de 2015; em fevereiro, março e julho de 2016; em janeiro e dezembro de 2017 (ida); e em janeiro de 2018 (volta). Todos se referem ao atual mandato – o quarto do coronel da reserva da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).
As redes sociais são vitrine dos momentos de sombra e água fresca do parlamentar. Das oito vezes nas quais foram emitidas passagem para Aracaju, em cinco Fraga postou fotos de lazer: em abril e julho de 2015; em julho de 2016; em janeiro de 2017; e no Réveillon de 2018. Embora o site da Câmara não informe a data de embarque, os períodos de registro dos bilhetes e das imagens postadas pelo político na internet são próximos.

A última viagem para Aracaju bancada pela Casa ocorreu entre o fim de 2017 e o início de 2018. A passagem de ida, pela Avianca, emitida em 18 de dezembro de 2017, custou R$ 1.213,03. Para a volta de Fraga ao DF, a Câmara dos Deputados desembolsou R$ 618,49 por um bilhete, da mesma empresa aérea, comprado em 8 de janeiro de 2018.

No Instagram, o parlamentar compartilhou imagens em pontos turísticos de Aracaju. Mostrou também, por duas vezes, afinidade com uma atividade aventureira: “surfar” de buggy pelas dunas. Na primeira foto em Aracaju, postada em 23 de dezembro, Fraga aparece ao lado da esposa, Mirta Brasil. Em 6 de janeiro, fez uma pausa para articulação política e, em uma churrascaria, posou na companhia do deputado federal Mendonça Prado (DEM-SE).

Confira, na galeria abaixo, informações sobre a emissão dos bilhetes e fotos das viagens de Fraga postadas em redes sociais



Passagem de ida de Brasília para Aracaju foi emitida em 9 de abril de 2015. As informações estão no Portal da Câmara dos DeputadosArte/Metrópoles

Bilhete de volta em 8 de abril de 2015Arte/Metrópoles

O deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) postou foto em 18 de abril de 2015, em Aracaju (SE)Instagram/Reprodução

No dia seguinte, publicou outra, em uma situação diferente: saboreando um copo de cerveja. "Ninguém é de ferro", escreveu o deputado no postInstagram/Reprodução

Na passagem de ida emitida em julho de 2015, só há informação sobre valor e data de emissão. A Câmara dos Deputados informou, em nota, haver uma "inconsistência" nos detalhes do bilhete: ao clicar nessa opção, os dados do documento são repetidos para a voltaArte/Metrópoles

Passagem de volta de Aracaju para Brasília retirada em 14 de julhoArte/Metrópoles

Em julho do mesmo ano, o parlamentar visitou a cidade mais uma vez. Ele postou uma imagem no dia 19 daquele mêsInstagram/Reprodução

No dia seguinte, ele posou ao lado da esposa, Mirta BrasilInstagram/Reprodução

Em setembro de 2015, o gabinete de Alberto Fraga também emitiu uma passagem só de ida, de Brasília para AracajuArte/Metrópoles

Em 18 de fevereiro de 2016, mais um: o bilhete de ida custou R$ 335,83Arte/Metrópoles

O tíquete de volta foi comprado no mesmo dia, ao custo de R$ 329,35Arte/Metrópoles

Em março, segundo dados do Portal da Câmara dos Deputados, Fraga reservou mais passagensArte/Metrópoles

Passagem de volta foi emitida no mesmo dia: em 23 de marçoArte/Metrópoles

Em 2016, houve a mesma "inconsistência", segundo o órgão. Dessa forma, só estão detalhados os dados da passagem de volta. Só há o preço: somadas, ida e volta custaram R$ 1.385,49Arte/Metrópoles

Em julho de 2016, ele fez novos registros em praia sergipanaInstagram/Reprodução

Em 24 de julho de 2016, postou: "A caminho da praia!"Instagram/Reprodução

Em janeiro de 2017, o parlamentar escolheu o mesmo destino. Passagem de ida foi emitida no dia 9Arte/Metrópoles

Bilhete de volta também foi registrado no mesmo diaArte/Metrópoles

Em janeiro de 2017, Fraga fez novas visitas a SergipeInstagram/Reprodução

Sempre ao lado da famíliaInstagram/Reprodução

O parlamentar também escolheu passar as festas de fim de ano de 2017 em Aracaju. Bilhete de ida foi emitido em 18 de dezembroArte/Metrópoles

Passagem de volta foi retirada em 8 de janeiroArte/Metrópoles

Fraga esteve em Aracaju no fim de 2017Instagram/Reprodução

Ele eternizou o passeio de buggy com a famíliaInstagram/Reprodução

Na ocasião, aproveitou para tirar fotos em pontos turísticosInstagram/Reprodução

No início de janeiro, encontrou-se com o deputado federal Mendonça Prado (DEM-SE)Instagram/Reprodução

Ainda nas férias, voltou a falar do buggyInstagram/Reprodução

A Câmara detalhou as duas formas de aquisição de passagens aéreas: mediante emissão por Requisição de Passagem Aérea (RPA) ou por meio de reembolso. Os bilhetes examinados pelo Metrópoles estavam no campo destinado ao RPA.

De acordo com o órgão, nesse caso, a compra é feita diretamente com as companhias credenciadas. As empresas, então, encaminham as faturas à Câmara. As informações são publicadas e os valores pagos acabam descontados da cota a que o parlamentar tem direito.

Outros destinos e resort em Floripa
Embora a destinação mais comum de Fraga seja Aracaju, o deputado eleito pelo Distrito Federal fez outros deslocamentos com passagens bancadas com dinheiro público. De acordo com o Portal da Câmara, ele embarcou uma vez para Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Porto Alegre (RS) e Florianópolis (SC).

Para esse último destino, a passagem foi emitida em 10 de agosto. No início do mês seguinte, ele compartilhou com os seguidores do Instagram momentos com a família em um resort da cidade.



Em agosto de 2017, o gabinete de Alberto Fraga emitiu uma passagem de ida e volta para Florianópolis (SC)Arte/Metrópoles

No início de setembro, a esposa dele postou imagem em que aparece curtindo um resort na cidadeReprodução/Instagram

O parlamentar posou com familiaresReprodução/Instagram

O outro lado

A assessoria de Alberto Fraga informou que o deputado concilia a agenda de férias com compromissos parlamentares. Afirmou, ainda, que ele participa da vida política do estado onde nasceu – Fraga é natural de Estância (SE).

“Em janeiro deste ano, por exemplo, o parlamentar se encontrou com lideranças do DEM e participou de atividades do partido no estado”, detalhou. Esclareceu, ainda, que “no estado ele participa de entrevistas, debates. Recentemente, esteve em uma rádio comunitária da cidade natal”.

Cota parlamentar
A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar é destinada a custear despesas exclusivamente vinculadas ao exercício do mandato, destacou em nota a Câmara dos Deputados. As atividades são liberadas para todo território nacional.

Além de passagens aéreas, marítimas ou fluviais, o benefício pode ser usado para outros serviços, como “telefonia, manutenção de escritórios de apoio à atividade parlamentar, assinatura de publicações, fornecimento de alimentação ao parlamentar, hospedagem, serviços de táxi, pedágio, estacionamento, combustíveis, lubrificantes e segurança”.

Os deputados do Distrito Federal têm direito a R$ 30.788,66 mensais, segundo a Câmara. Nesta legislatura, as despesas de Fraga somam R$ 1.215.899,94. O valor foi acumulado entre fevereiro de 2015 e março de 2018.

Ativo nas redes
Alberto Fraga é usuário assíduo das redes sociais. Às vezes, porém, envolve-se em polêmicas, como a divulgação de fake news sobre a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSol), assassinada a tiros em 14 de março deste ano. O fato desencadeou a instauração de um processo no Conselho de Ética que ameaça o mandato do parlamentar. À época, ele admitiu ter errado e excluiu o post.

Além da representação no Conselho de Ética da Câmara, Alberto Fraga é alvo de uma denúncia por calúnia enviada pelo PT à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, do Ministério Público Federal (MPF).

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade