banner

sábado, 2 de junho de 2018

author photo


MAIS UM CALOTE NAS PECÚNIAS DOS APOSENTADOS E NAS HORAS EXTRAS!
 Por SindSaúde DF 

Os servidores que se aposentaram em MAIO/2016, no período de 01 a 09, estavam na expectativa de acordarem nesta quarta-feira (30) com o dinheiro em suas contas. Agonizando DOIS anos de espera, enquanto a lei fala em até 60 dias, foram frustrados com mais uma mentira. A data acordada não se confirmou. Mais um ato de crueldade desse governo caloteiro!

Não bastasse o atraso, os aposentados serão contemplados por período de aposentadoria. Agora, iam pagar os que se aposentaram nos primeiros dez dias do mês. Os outros, ninguém sabe...

O cronograma anunciado informa que serão destinados R$ 9 milhões por mês para pagar as pecúnias de todos os aposentados do GDF. Alguns meses, o governo se vangloria da bondade em usar R$ 11 milhões...

As contas não fecham. Se somente a SAÚDE tem R$ 78 milhões para serem pagos, referentes a 2016 e a EDUCAÇÃO, em torno de R$ 101 milhões, estima-se que o total de recursos para esse fim, deveria ser de, no mínimo R$ 210 milhões, para abarcar todos os servidores.
De forma deliberada e mal intencionada, o GDF provisiona R$ 100 milhões no orçamento. Ou seja, um calote premeditado!

Mas, a CLDF aprovou este ano, o uso de R$ 76 milhões em emendas para pagar as pecúnias da SAÚDE e EDUCAÇÃO! Somados aos saques de quase R$ 2 bilhões do IPREV, onde está o dinheiro dos APOSENTADOS?

O SINDSAÚDE ira se reunir com o Ministério Público na próxima semana para pedir a intervenção do fiscal da lei, nesses abusos!

Calote também nas horas extras! Quem vai fazer TPD?

Assim como as pecúnias, o governo também está em débito com o pagamento das horas extras trabalhadas! Apesar de Rollemberg ter a desfaçatez de anunciar a quitação das horas extraordinárias trabalhadas em 2017, é mais uma mentira!

Muitos servidores aguardam o pagamento de horas glosadas em setembro, outubro, novembro e dezembro. A pior parte dessa agonia é a falta de informação!

Não existe respeito aos trabalhadores, tampouco às instituições que os representam. Todas as informações obtidas são oficiosas, por falta de interesse da gestão em emitir uma nota sobre o pagamento!

Hoje, a Secretaria de Saúde lançou no SEI o modelo de formulário para quem quiser fazer o TPD.

Apostam no salário defasado e nas dificuldades advindas dessa situação para explorar os servidores com valores muito abaixo do que a lei determina.

O SindSaúde orienta os servidores que fizerem o TPD, imprimir e guardar toda a documentação comprobatória do serviço prestado para ajuizamento de ações futuras, cobrando as diferenças legais.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade