banner

quarta-feira, 25 de julho de 2018

author photo

Gim Argello é denunciado pelo MPF por corrupção e lavagem de dinheiro
Ex-senador é acusado de receber propina por meio de doações oficiais de campanha repassados pela Galvão Engenharia
O ex-senador Gim Argello foi denunciado pelo Ministério Público Federal do Paraná por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A peça de acusação foi enviada ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, nesta quarta-feira (25).

De acordo com o MPF, a denúncia foi apresentada "em razão de sua atuação (dele) para obstruir os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instaurada no Senado e da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) no Senado e na Câmara dos Deputados, no ano de 2014".

De acordo com o MPF, durante as investigações da Lava-Jato ficou comprovado que Gim solicitou e aceitou promessa de propina no valor de R$ 5 milhões da empresa Galvão Engenharia, recebendo efetivamente parte deste montante (R$ 1,6 milhão) por intermédio do Partido Social Liberal (PSL), do Trabalhista do Brasil (PT do B) e Partido do Partido Ecológico Nacional (PEN). Os procuradores afirmam que as negociações ocorreram entre junho e dezembro de 2014,

Para dar aparente legalidade para a prática, afirma o MPF, o dinheiro foi enviado por meio de doação oficial de campanha. Foram emitidos recibos eleitorais, com a finalidade de afastar as dúvidas sobre a procedência dos recursos.

Procurado pelo Correio, o advogado Marcelo Bessa, que defende o ex-senador, afirmou que ainda não tem conhecimento da denúncia e que, por ora, não vai se manifestar sobre as novas acusações.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade