banner

segunda-feira, 30 de julho de 2018

author photo

Incêndio destrói parte da vegetação do Capão da Água Limpa

Polícia Ambiental acredita que fogo no local foi feito de forma criminosa
POR NIKOLAS PIMENTEL

Um incêndio na tarde deste domingo (29) destruiu parte da vegetação do Capão da Água Limpa, uma área de preservação localizada na região urbana de João Pinheiro. O local abriga a nascente do Ribeirão Extrema, além de diversas espécies de plantas e animais. Há suspeitas de que o incêndio tenha sido criminoso.
Continua depois da publicidade

O fogo começou por volta das 14h na vegetação que fica próxima à tela que divide a área com a rua Barão do Rio Branco. Um morador usou uma mangueira para tentar apagar o fogo. Pouco tempo depois, um caminhão pipa da Prefeitura de João Pinheiro foi usado e, com a ajuda de funcionários e voluntários, foi possível apagar o fogo.

Segundo pessoas que estavam no local, o fogo pode ter sido provocado por um indivíduo que não foi identificado. O Capão da Água Limpa é uma área de proteção criada por lei municipal de 2011. Além de uma nascente do Ribeirão da Extrema, a área abriga pássaros e alguns animais roedores, além de serpentes. Também funciona no local o viveiro municipal que produz mudas frutíferas e de espécies do Cerrado para distribuição no município.

Conforme a lei federal nº 9.605/98 pessoas, podem ser punidas em caso de incêndio em matas e florestas. A Polícia Ambiental esteve no local e registrou a ocorrência. O Tenente Vidal lamentou o episódio.

“Aquela maravilha sofre a cada ano com esse tipo de ação criminosa. E pelas informações trazidas teve início por ação humana e podemos afirmar que foi criminoso. Estamos em busca para identificar o autor, mas temos dificuldade pela falta de informações”, disse.

Quem tiver informações pode entrar em contato pelo 190 ou 181 de forma anônima.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade