banner

segunda-feira, 23 de julho de 2018

author photo

Policial de folga prende suspeito após roubo em Ceilândia

Ela usou o carro da mãe para perseguir o assaltante, que chegou a oferecer R$ 2 mil para ser liberado

Uma policial civil de folga interveio em um assalto, ocorrido na última quarta-feira (18/7), em Ceilândia Norte, e conseguiu prender o suspeito. Conforme informações do Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF), a papiloscopista Thais Barbosa Alencar estava na casa da mãe na última quarta, quando ouviu gritos de socorro e correu, armada, até o local da ocorrência.

Depois de ser preso, Michael André Araújo, 21 anos, ofereceu R$ 2 mil para ser liberado pela policial, mas apenas acabou sendo acusado de tentativa de suborno. Usando uma barra de ferro, ele tentou roubar um homem de 51 anos que estava a caminho da estação de metrô para ir ao trabalho. Michael imobilizou a vítima e o agrediu com golpes do objeto de metal e socos, conforme denunciou o Sinpol.

Ao se deparar com a cena, Thais apontou a arma para o suspeito, se identificou como policial e exigiu que ele parasse com as agressões. O bandido tentou fugir em um carro roubado, mas o veículo não funcionou e ele correu a pé. A policial conseguiu capturá-lo ao utilizando o carro da própria mãe durante a perseguição.

Veja imagens da tentativa de suborno:
 

https://youtu.be/7_tczW7garY

O homem foi capturado e algemado por Thaís, que pediu reforço à Polícia Militar. Com o auxílio de policiais militares que atenderam à ocorrência, o ladrão foi levado à 23ª Delegacia de Polícia (Setor P Sul), em Ceilândia.

A policial filmou a tentativa de suborno e apresentou o vídeo como prova. O dono do carro usado na tentativa de fuga, furtado horas antes, também prestou depoimento.

“Eu não enxerguei apenas o dever de não ser omissa frente ao conflito em andamento, mas me senti privilegiada pela oportunidade de contribuir para o restabelecimento da ordem e para a preservação da integridade e vida da vítima”, relatou Thaís.

O jovem preso já tinha nove passagens pela polícia, incluindo roubo, furto, porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio. Após a audiência de custódia, ele teve a prisão preventiva decretada e deverá continuar detido até o julgamento.


your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade