banner

terça-feira, 25 de setembro de 2018

author photo

Buritizáveis se atacam sem piedade em debate do Metrópoles
Na reta final da campanha eleitoral, candidatos ao GDF “saíram das cordas” e protagonizaram embates quentes

“Pinóquio, incompetente, corrupto, bandido.” A 13 dias das eleições, os candidatos ao Governo do Distrito Federal elevaram ainda mais o tom e trocaram insultos durante o debate promovido pelo portal Metrópoles em parceria com sete rádios na noite dessa segunda-feira (24/9). Durante três horas, vários temas serviram de combustível para perguntas, réplicas e tréplicas carregadas de ironias e dedos em riste. Do lado de fora do Teatro dos Bancários, na 314/315 Sul, onde ocorreu o evento, verdadeiras “torcidas organizadas” entoavam gritos de guerra em apoio aos aspirantes ao GDF.

Figurando na quarta colocação nas recentes pesquisas de intenção de voto, Rodrigo Rollemberg (PSB) saiu das cordas e disparou críticas pesadas aos três adversários que estão à sua frente nos levantamentos: Eliana Pedrosa (Pros), Alberto Fraga (DEM) e Ibaneis Rocha (MDB), e garantiu que, até 7 de outubro, “vai esquentar ainda mais”.

O socialista insinuou que empresas de Eliana Pedrosa participaram de esquemas quando uma das companhias dela tinha participação na gestão dos cemitérios da cidade. “A senhora não deu conta dos mortos, como daria dos vivos?“. Eliana rebateu, dizendo que acionaria o candidato à reeleição na Justiça e ressaltou que o atual governador “entrou em desespero”.

Assista ao debate na íntegra:https://youtu.be/I9A9uYZwesI
Rollemberg também protagonizou discussões acaladoras com Fraga, a quem acusou de “andar armado por ter medo do povo”. Ele ainda citou a condenação de 4 anos e 2 meses de Fraga pelo crime de concussão por supostas irregularidades cometidas na época em que o coronel aposentado da PMDF chefiava a Secretaria de Transportes.

“Você hoje foi condenado por cobrança de propina, quando era da Secretaria de Transportes. Se em vez de cobrar propina estivesse fazendo uma gestão para melhorar, a secretaria hoje estaria melhor”, disse.

Fraga, por sua vez, acusou o governo Rollemberg de usar a máquina pública para “produzir essa condenação contra mim”. “O Pinóquio tem o nariz grande e as pernas curtas. A política não pode ser tão baixa. Isso tudo é desespero batendo à porta de quem está em quarto nas pesquisas”, respondeu.

Buritizáveis se atacam sem piedade em debate do Metrópoles
Abrir em Tela Cheia

Júlio Miragaya garantiu efetivar as nomeações na área de educação, enquanto Ibaneis defendeu concurso público para as administrações regionais. Prometeu, caso eleito, chegar ao fim do eventual governo com 70% do quadro efetivo com servidores concursados.

Eliana Pedrosa prometeu cortar recursos de diversas áreas para investir na saúde, caso vença as eleições. Uma das medidas pretendidas é o corte de viagens. Para Fátima Sousa, urge a necessidade de uma “reforma pedagógica profunda”.
Alexandre Guerra, por sua vez, comprometeu-se a cortar 8 mil cargos comissionados. O candidato ao GDF pelo PRP, Paulo Chagas, propôs o pagamento das empresas de ônibus levando em consideração os quilômetros rodados, em vez de repassar dinheiro por pessoas transportadas.
O governador Rollemberg se comprometeu, caso seja reeleito, a garantir vagas em creches para crianças de 6 meses a 5 anos e, ainda, concluir a construção de cinco escolas técnicas. Questionado sobre desigualdade social, Fraga afirmou que irá gerar empregos e retomar projetos assistenciais, se for eleito.
Rede de emissorasDurante três horas, nove candidatos ao GDF se enfrentaram no debate. Pela primeira vez na história do DF, formou-se uma rede de emissoras parceiras que, ao lado do Metrópoles, transmitiram o evento, simultaneamente e ao vivo.
Além do site e dos perfis do portal no Facebook, no YouTube e no Twitter, o brasiliense acompanhou o embate de ideias pela Metrópoles FM (104,1) e rádios Redentor AM (110), Atividade FM (107,1), Jovem Pan Brasília FM (106,3), Supra FM (90,9), JK FM (102,7) e JK AM (1410).

Participaram desta rodada: Alberto Fraga, Alexandre Guerra, Eliana Pedrosa, Fátima Sousa, general Paulo Chagas, Ibaneis Rocha, Júlio Miragaya, Rodrigo Rollemberg e Rogério Rosso.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade