banner

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

author photo

Juiz Everardo diz que não cederá vaga a Weslian Roriz: “Ajuda moral”

O postulante do PMN integra a chapa encabeçada por Eliana Pedrosa ao GDF. Ele terá como primeira suplente a ex-primeira-dama

O juiz aposentado e candidato ao Senado Everardo Ribeiro (PMN) disse ao Metrópoles nesta quarta-feira (18/9) que não há acordo para sua primeira suplente, Weslian Roriz, assumir o mandato, caso seja eleito. “É mais uma ajuda moral e presença da sua experiência e sensibilidade como mãe e esposa de governante”, afirmou sobre a mulher do ex-governador Joaquim Roriz.

Weslian chegou a ser anunciada na disputa ao Senado, mas o quadro de saúde do marido a fez mudar de planos, diz o juiz Everardo. O postulante acredita que a presença dela ajuda a alavancar sua campanha. “A minha dificuldade é visibilidade. A presença da dona Weslian Roriz agora, publicamente, tenho certeza que vai dar importância maior”, declarou.
Juiz Everaro é primeiro convidado desta quarta-feira (18/9) da rodada de entrevistas promovidas pelo Metrópoles com os candidatos ao Senado Federal pelo DF. O candidato integra a chapa majoritária encabeçada por Eliana Pedrosa (Pros) ao Palácio do Buriti. Ele terá como primeira suplente a ex-primeira-dama Weslian Roriz (PMN).

A sabatina com o juiz Everardo é transmitida ao vivo pelo portal e no Facebook.

Veja a entrevista:
Perfil

Mineiro de Unaí, Everardo Alves Ribeiro chegou a Brasília em 1961 e ocupou diversas funções no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), entre elas a de juiz titular da Vara de Execuções Criminais. No início de Brasília, ele foi engraxate, vendedor de pães e jornaleiro.
Antes de conquistar a magistratura, o candidato do PMN foi agente e delegado da Polícia Civil. Ex-conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF), foi o primeiro administrador regional do Itapoã. Também comandou, interinamente, a administração do Paranoá.

Everardo Ribeiro ocupou cargos no Senado Federal — foi chefe de gabinete da 3ª Terceira Secretaria e assessor técnico na Comissão de Agricultura. No Executivo, esteve na assessoria do Ministério da Indústria e Comércio. Nas últimas eleições, concorreu a deputado distrital e obteve 4.889 votos (0,33%).
Entrevistas
O Metrópoles iniciou, em 13 de setembro, a série de entrevistas com candidatos ao Senado pelo Distrito Federal. Com duração de 25 minutos, as sabatinas são realizadas na sede do portal, no Lago Sul, com transmissão ao vivo pelo site, Facebook e YouTube. O objetivo é abrir mais um canal para o brasiliense poder fazer suas escolhas nas eleições de outubro, visto que terá de votar em dois nomes para a bancada do DF no Senado.

Ainda nesta quarta-feira, os jornalistas do Metrópoles conversam também com os candidatos Robson (PSTU) e Izalci Lucas (PSDB).

Nos últimos dias, foram entrevistados Hélio Queiroz (PP), João Pedro Ferraz (PPL), Marcelo Neves (PT), Chico Sant’Anna (PSol), brigadeiro Átila Maia (PRTB) e Chico Leite (Rede). Professora Amábile (PR) estava marcada às 15h de segunda (17), mas cancelou sua participação devido a um problema de saúde. Cristovam Buarque (PPS) e Fernando Marques(Solidariedade) foram ouvidos nesta terça-feira.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade