banner

domingo, 16 de setembro de 2018

author photo


Depois de ser transferido para a unidade semi-intensiva, o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) foi gravado, neste domingo (16), dando os primeiros passos, com ajuda de um andador, nos corredores do hospital Albert Einstein, em São Paulo. De quebra, o filho do deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL), registrou um discurso do pai sobre a conjuntura política (veja abaixo).

Na gravação de cerca de 20 minutos, Jair Bolsonaro agradece o apoio dos seus seguidores e se estende para fazer uma análise. Ele concentra ataques ao Partido dos Trabalhadores (PT) e ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, que teria um “plano B” após ter sido preso. “Com toda sua popularidade, com toda sua possível riqueza e seu tráfego junto a ditaduras do mundo todo, em especial em Cuba, você aceitaria bovinamente ir para a cadeia?”, especula.

O presidenciável ainda diz que decidiu ser candidato em 2014, quando Dilma se reelegeu e ele percebeu que havia um movimento para Lula disputar o pleito de 2018. “Eu vi que precisava de um partido político, que não teria apoio da imprensa, que o partido seria pequeno, porque os médios e grandes têm seus negócios. Eu não teria tempo de televisão, se crescesse um pouquinho nas pesquisas, tentariam me destruir”, se vitimizou.

O deputado federal foi esfaqueado na barriga há dez dias, durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG), e depois de receber assistência na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa, na cidade mineira, foi transferido ao Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade