banner

terça-feira, 2 de outubro de 2018

author photo

Bolsonaro comemora alta da Bolsa pós-pesquisa eleitoral
Presidenciável voltou a fazer um aceno ao eleitorado feminino e prometeu “jogar pesado” contra a insegurança pública
O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, comemorou os resultados registrados no sistema financeiro brasileiro nesta terça-feira (2/10). Em transmissão ao vivo no Facebook, ele atribuiu o desempenho à expectativa do mercado para a atuação do economista Paulo Guedes à frente do “Superministério” da Fazenda e do Planejamento.

Um dia após a divulgação da pesquisa Ibope que apontou um crescimento do deputado na corrida presidencial, a Bolsa de Valores de São Paulo voltou a operar acima dos 81 mil pontos, com alta de 3,92%. Além disso, o dólar caiu mais de 2% e fechou o dia a R$ 3,93, o menor valor desde agosto.
“Tudo isso vem da confiança com o nosso futuro ministro do superministério da Fazenda e Planejamento, Paulo Guedes”"
Jair Bolsonaro
Segundo agentes do mercado, o anúncio do apoio da bancada ruralista a Bolsonaro já para o primeiro turno e a proibição da entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) impulsionaram os resultados desta terça. Agora, a expectativa gira em torno da possível adesão dos partidos que formam o Centrão (DEM, PP, PRB, PR e Solidariedade) à campanha do presidenciável do PSL.
MulheresNa transmissão desta terça, Bolsonaro voltou a fazer um aceno ao eleitorado feminino. É mais uma incursão do deputado no grupo que mais rejeita voto nele. A última semana foi marcada por manifestações contrárias ao candidato do PSL, infladas principalmente por grupos virtuais, como o #EleNão.
“Qual mulher, mãe, não está preocupada em ver o filho voltando para casa em segurança? Vamos jogar pesado nessa área”, declarou.

Nesta terça, o Datafolha divulgou sua sexta rodada de pesquisas para a corrida presidencial. O instituto apontou um aumento de 4 pontos percentuais nas intenções de voto para Bolsonaro. Ele registra, agora, 32% para o primeiro turno. Ele é seguido pelo candidato do PT, Fernando Haddad. O ex-prefeito de São Paulo registra 21%.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade