banner

terça-feira, 2 de outubro de 2018

author photo

“Quem diz que é crime eleitoral pode ir à Justiça”, provoca Ibaneis
No domingo (30/9), ele prometeu reconstruir com verba própria casas demolidas pela Agefis. Segundo o emedebista, foi “figura de linguagem”
O buritizável Ibaneis Rocha (MDB) se defendeu nesta terça-feira (2/10) dos ataques de Alberto Fraga (DEM) e Rogério Rosso (PSD). Os dois acusaram o adversário de ter cometido crime eleitoral no último domingo (30/9): em agenda na Colônia Agrícola 26 de Setembro, o emedebista prometeu reconstruir as residências demolidas pela Agência de Fiscalização do DF (Agefis).

“Quem diz que é crime eleitoral pode ir à Justiça. Tenho certeza que a resposta será negativa. Estou muito tranquilo com o que eu falei, pois sou advogado e sei o que digo”, provocou. Segundo Ibaneis, não haveria irregularidades na conduta, uma vez que ele não tratou diretamente com nenhuma das pessoas presentes no evento. “Nem as conheço. Eu apenas fiz uma proposta que vou efetivar, caso seja eleito. Propus algo que qualquer um deles [adversários] poderiam sugerir, mas que não têm coragem”, atacou.
Em um vídeo (veja abaixo), Ibaneis fala para eleitores do condomínio: “Para vocês que buscam sua moradia, aqui no DF tem terra para levantar muito tijolo, e nós vamos manter a casa de vocês de pé. As casas que a Agefis derrubou, eu vou reconstruir com meu dinheiro”, disse.
Nesta terça, o buritizável disse ao Metrópoles que usou uma “figura de linguagem” na declaração. “Pelo que ouvi, todas essas derrubadas foram feitas de forma ilegal, sem que houvesse um processo administrativo disciplinar”, disse.
Segundo ele, um governo responsável deve apurar cada situação e indenizar as famílias que tiveram moradias derrubadas de forma irregular. “Também registrei em cartório que vou abrir mão do salário de governador e de todas as regalias do cargo. Para não onerar o Estado, talvez vamos usar esses recursos para esses casos”, afirmou Ibaneis.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade