banner

domingo, 4 de novembro de 2018

author photo

Briga por cargo: Cidades se mobilizam para escolha de administradores

A promessa feita por Ibaneis Rocha (MDB), sobre indicações de administradores regionais, por meio de listas tríplices, está causando uma grande corrida desenfreada de candidatos pelo cargo nas 32 cidades do DF. Na disputa, tem gente de todas as cores partidárias, com perfil e sem perfil técnico e até mesmo ex-deputados e ex-administradores do atual governo Rollemberg

Por Toni Duarte//RADAR-DF
O governador eleito Ibaneis Rocha ainda nem tomou posse, mas as campanhas para a escolha dos novos administradores regionais, que deverão ser escolhidos por meio de uma lista tríplice votada pelas comunidades, já foi dado o start durante esta semana em forma de enquetes pela internet.

Os grupos de whatssapp, páginas no face book e no Instagram, com gravações de vídeos ou de áudio de alguém pedindo voto para administrador regional virou uma febre em busca do cargo.

No Itapoã, a lista de candidatos cada dia aumenta mais e deve passa de 40 postulantes nesta semana. Um candidato de nome “Toni” entrou na lista com o número 17, o mesmo usado pelo candidato presidenciável Jair Bolsonaro.

Numa jogada de marketing ele produziu um meme do presidente eleito com a seguinte descrição: “ Eu apoio o Toni”. Em menos de 5 minutos da postagem recebeu mais de 100 mensagens de apoio no privado.



“ Foi apenas uma brincadeirinha e até sair do grupo. Sou servidor público e não serei candidato a nada”, disse ele ao Radar nesta manhã de domingo.

No Jardim Botânico, Santa Maria, Paranoá, São Sebastião, Ceilândia, Estrutural, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Gama e Taguatinga, enquetes estão sendo feitas pela internet com nomes de pretensos candidatos.

Em São Sebastião, o deputado Lira, que não conseguiu se reeleger para a Câmara Legislativa, que ficará sem mandato a partir de 1 de janeiro, tende se candidatar para o cargo de administrador.

Outro que estaria seguindo o mesmo propósito é Waldir Cordeiro (Rede) que já foi administrador de São Sebastião, mas não conseguiu se eleger a deputado distrital pela coligação do atual governador que tentava a reeleição.

O outro lado
A proposta de campanha do governador eleito Ibaneis Rocha é para valer e foi reiterada por diversas vezes nas entrevistas que ele deu na segunda-feira (29//11), um dia após a sua vitória ao Buriti nos principais veículos de comunicação do DF. Isso é fato.

No entanto, como as Administrações Regionais não podem fechar as portas, a partir do dia 1 de janeiro, data que se instala o novo governo, o governador será obrigado a nomear administradores interinos por um período de 90 dias, até que seja iniciado o processo de escolha por meio de listas tríplices realizadas pelas comunidades.

Como se observa, a correria feita neste momento por um batalhão de candidatos, que inclui papagaio, pato e periquito ao cargo de administrador regional, começou fora de hora. Na verdade, a corrida só começa em abril.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade