banner

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

author photo


Os ex-secretários de Saúde do Distrito Federal Rafael Barbosa e Elias Miziara foram presos na manhã desta quinta (29) por suspeita de fraude em licitações da Secretaria de Saúde. Os dois foram gestores durante o governo de Agnelo Queiroz (PT).

As investigações do Ministério Público e da Polícia Civil do DF apontam que empresas que fraudaram licitações no Rio de Janeiro, durante a gestão de Sérgio Cabral (MDB), reproduziu o esquema na capital federal.

São cumpridos 12 mandados de prisão preventiva e 44 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Elias Miziara foi exonerado em 2014 após declarar que a população da capital teria o “mau hábito” de procurar as emergências à noite, durante uma entrevista sobre os problemas no atendimento na rede pública de saúde do DF.

“É certo que as pessoas trabalham, têm suas necessidades, mas organizar um sistema como esse atendendo às necessidades de cada pessoa torna-se uma tarefa hercúlea, de grande dificuldade”, completou Miziara.

Já Rafael Barbosa foi condenado este ano, assim como Elias Miziara, por improbidade administrativa ao transferir para o Icipe a administração do Hospital da Criança de Brasília. Também neste ano, Barbosa foi inoncentado de uma acusação de irregularidades na contratação de médicos temporários e em um processo sobre ingerência no banco de regulação de leitos de UTI.

Redação
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade