domingo, 24 de março de 2019

author photo

Saiba como está Talita, única vítima de Brumadinho que segue hospitalizada
A jovem de 15 anos foi retirada da lama com o corpo todo coberto dos rejeitos da barragem e, dois meses depois, ainda luta para sobreviver e voltar a ter uma vida normal
Belo Horizonte — A dimensão da catástrofe provocada pela Vale após o rompimento da Barragem 1 da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, faz com que olhos do Brasil e do mundo ainda se voltem para a enorme mancha de lama, no meio da qual se mantêm buscas incansáveis por 93 desaparecidos. Mas, na véspera de a tragédia completar dois meses, chama a atenção uma outra batalha, esta silenciosa e invisível para a maioria das pessoas, travada a 35 quilômetros do local onde mais de 300 pessoas tiveram os sonhos interrompidos em questão de minutos pela avalanche de rejeitos. Salva do meio do lamaçal e internada desde 25 de janeiro, Talita Cristina Oliveira de Souza, de 15 anos, última pessoa resgatada com vida ainda hospitalizada, começa enfim a dar os primeiros passos, depois de cirurgias complexas para corrigir fraturas no quadril e no fêmur. Com apoio de um andador, a adolescente protagoniza uma verdadeira batalha pela vida, que ainda depende do tratamento contra infecções causadas por bactérias consideradas muito resistentes, segundo familiares.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA