banner

sábado, 27 de abril de 2019

author photo

Bolsonaro visita menina na Estrutural para desfazer mal-entendido
Yasmin, de 8 anos, apareceu em um vídeo no qual, aparentemente se recusava a cumprimentar o presidente. Depois disso, ficou com medo de ir à escola
Acompanhado da primeira-dama, Michelle, o presidente Jair Bolsonaro visitou, na manhã deste sábado (27/4), a família da menina Yasmin Alves, 8 anos, na Cidade da Estrutural. Bolsonaro explicou que a visita tinha o objetivo de desfazer um mal-entendido. Yasmin é a garotinha que apareceu em um vídeo no qual aparentava se recusar a cumprimentar o presidente, durante visita de estudantes ao Palácio do Planalto nesta semana.
O vídeo foi noticiado como uma recusa, mas a cena não tinha o significado atribuído pelo jornal que o divulgou e, logo em seguida, corrigiu a informação. Na verdade, disse Bolsonaro neste sábado, ele havia perguntado se as crianças também torciam para o Palmeiras, e Yasmin reagiu negativamente, por ser flamenguista. Ainda segundo ele, com a repercussão do vídeo, Yasmin passou a ter medo de ir à escola, receosa da reação dos colegas.
Na visita deste sábado, Bolsonaro deu de presente uma camisa do time rubro-negro a Yasmin, e Michelle levou à família um bolo. Bolsonaro e Yasmin, já vestindo a camisa que ganhou de presente, posaram para fotos. "Não tentei mudar ela de time não", disse o presidente, que também tirou muitas fotos com os policiais que faziam a segurança da visita.
Resposta a Lula
Na saída do encontro com a família, Bolsonaro comentou alguns assuntos dos últimos dias, como o veto a um comercial do Banco do Brasil Ao ser perguntado sobre a entrevista concedida na sexta-feira (27/4) a dois veículos de comunicação pelo ex-presidente Lula, que chamou o governo de um "bando de loucos", Bolsonaro reagiu: "Pelo menos não é um bando de cachaceiro". Em seguida, o presidente afirmou que considerou um erro do Supremo Tribunal Federal autorizar a entrevista.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Publicidade