Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Arcebispo na missa de 7º dia do padre Casemiro: “Não queremos ódio”

Arcebispo na missa de 7º dia do padre Casemiro: “Não queremos ódio” Dom Sérgio da Rocha afirmou, durante a homilia, que a morte do religio...


Arcebispo na missa de 7º dia do padre Casemiro: “Não queremos ódio”
Dom Sérgio da Rocha afirmou, durante a homilia, que a morte do religioso une ainda mais os fiéis, seja pelo sofrimento, seja pela fé
A missa de sétimo dia pela morte do padre Kazimerz Wojn, conhecido como padre Casemiro, lotou a paróquia Nossa Senhora da Saúde, na 702 Norte. Cerca de 1,2 mil pessoas participaram da celebração pela memória do pároco assassinado aos 71 anos dentro da igreja que comandava, no sábado passado (21/09/2019). A cerimônia foi celebrada pelo arcebispo de Brasília, Dom Sérgio da Rocha, e reuniu religiosos de todas as regiões do Distrito Federal.
“A morte do padre Casemiro nos une ainda mais, seja para compartilhar o sofrimento, seja para renovar a nossa fé”, afirmou dom Sérgio. O cardeal pediu que os fiéis não abandonem a paróquia: que continuem a frequentar a igreja à qual o padre assassinado dedicou boa parte da vida.
O arcebispo lembrou as últimas palavras do padre, que teriam sido ditas aos assassinos: “Não é preciso tudo isso”. Segundo ele, as palavras devem inspirar os paroquianos para um estado de paz. “Queremos Justiça, apenas isso. Não queremos ódio, nem violência. Vamos nos esforçar para o perdão”, discursou dom Sérgio, durante uma missa marcada pela emoção.
“Quando um homem da Igreja é ferido, seja ele padre ou não, toda a Igreja é ferida”, afirmou dom Marcony Vinícius Ferreira, vice-arcebispo de Brasília, que participou da celebração. Dom Marcony lembrou que Casemiro era conhecido como um padre construtor, pela dedicação à sua igreja e à comunidade.
Ao fim da celebração, de forma inesperada, um pássaro entrou na igreja e acompanhou a bênção final. Depois da missa, por volta das 18h30, os fiéis deram uma abraço simbólico na igreja, pedindo pelo fim da violência.
Veja fotos do padre Casemiro e da missa de 7º dia: