( 00:00:00 )

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

author photo

Conselho de Ética da Câmara do Rio vai analisar o caso de Carlos Bolsonaro
Denúncia está sendo investigada em dois procedimentos abertos pelo Ministério Público do Rio de Janeiro
O presidente da Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, vereador Fernando William (PDT), disse ao Correio, nesta quinta-feira (12/9) que o vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, poderá sofrer sanções caso fique comprovado que ele usou funcionários fantasmas em seu gabinete e praticou a chamada "rachadinha" - quando o servidor devolve parte do salário ao parlamentar.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior