( 00:00:00 )

sábado, 21 de setembro de 2019

author photo


O deputado federal João Henrique Caldas (PSB-AL ), também conhecido como JHC, teve seu nome envolvido em mais uma polêmica.
JHC, juntamente com o seu pai João Caldas, ex-deputado estadual e federal, são um dos maiores proprietários de rádios do Brasil.
Somente em Alagoas são cerca de 10 emissoras. Entretanto, na capital Maceió, eles optaram em deixar a rádio com uma programação 100% gospel. No dia 10 de maio desse ano, JHC, e o seu pai, decidiram tirar do ar um dos programas de maior audiência do Estado, o Programa A tarde é Mais, apresentado por Kelly Cardoso.
De acordo com informações, os proprietários tem um novo projeto chamado “Através de Deus”. Este é o primeiro passo para realizar um antigo sonho, montar sua própria igreja.
O deputado e seu pai que não são evangélicos, apenas simpatizam, mas supostamente irão abrir um ministério.
Portanto, a primeira parte do plano já foi concretizado a igreja irá se chamar “Igreja Adore”, e possivelmente será liderada pelo primo de JHC, o jovem recém convertido Francisco Caldas.
Conheça a história de Francisco Caldas



Francisco Caldas, possível pastor do ministério Igreja Adore, até poucos meses atrás tentou fazer sucesso no meio sertanejo e no forró. No entanto, não conseguiu ter a visibilidade e a fama que esperava. Segundo informações, o jovem foi convencido por seus familiares a mudar de seguimento.
Nesse meio tempo, em menos de um ano que abandonou a carreira na música secular, resolveu aceitar a proposta e hoje se intitula pregador e cantor gospel.


A polêmica

A retirada do programa ” A Tarde de é Mais” da rádio Farol FM-Maceió, liderado por Kelly Cardoso repercutiu nas redes sociais da família Caldas.
Diante disso, muitos comentários com a hashtags #ficakellycardoso estão sendo postado por lideranças e grandes nomes da música gospel alagoana, como: Cássio Pretonilo, Eveny Braga, Rute assunção, Yuri Calado, Ewanes Marques, Rodolfo Magalhães, Barbara Conexão, entre outros.
Kelly Cardoso apresentou o programa durante 7 anos. Após ficar de licença maternidade seu programa foi tirado do ar e ela não pôde sequer se despedir dos ouvintes.
Entretanto, em nota publicada em seu Instagram ela relatou a sua tristeza porém deu enfase a sensação de dever cumprido. Ela Agradeceu aos ouvintes e a direção da rádio.


your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior