( 00:00:00 )

sábado, 14 de setembro de 2019

author photo

Nenhum dos bebés sobreviveu à queda.

Uma mãe atirou a sua filha recém-nascida pela janela da maternidade, em Namangan, no Uzbesquistão, depois de saber que a menina era deficiente. De forma a tentar encobrir o crime a mulher, de 23 anos, atirou ainda uma segunda bebé que se encontrava no berçário pela mesma janela.
Nenhum dos bebés sobreviveu à queda de cerca de cinco metros de altura e morreram mais tarde nos cuidados intensivos. O crime foi cometido durante a noite enquanto os enfermeiros de serviço dormiam e os bebés só foram encontrados uma hora depois.
A mulher, identificada pelos meios de comunicação locais apenas como D.Kh, enfrenta agora entre 15 a 25 anos de prisão.
Segundo fontes policiais, citadas pelo Mirror, a jovem já tinha tido dois filhos que acabaram por morrer de causas naturais depois de terem nascido com deficiências severas.
Foi aberta uma investigação de homicídio contra D.Kh e uma interna aos enfermeiros que se encontravam a dormir no momento do crime. Notícias ao Minuto

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior