( 00:00:00 )

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

author photo


Padre pode ter sido morto ao reconhecer um dos assaltantes, diz Rossetto
Para o delegado Laércio Rossetto, a ação dos suspeitos indica que eles receberam informações privilegiadas. Padre pode ter sido morto por reconhecer os criminosos
O padre Casemiro foi morto na noite de sábado (21/9)(foto: Reprodução/Internet)Em entrevista exclusiva ao CB.Poder, o delegado Laércio Rossetto, chefe da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte) afirmou que o padre Kazimierz Wojno, 71 anos, pode ter sido morto ao reconhecer um dos assaltantes. De acordo com análise do investigador, o sacerdote, mais conhecido como padre Casemiro, não tinha condições de reagir à ação dos ladrões. Até o momento, há quatro suspeitos, mas a apuração do crime indica que pode haver mais envolvidos no assalto que resultou na morte do religioso.
"O padre foi rendido rapidamente e, portanto, não tinha a menor de chance de enfrentar os suspeitos. O que acreditamos é que durante o assalto, ele identificou os agressores e, para que ele não os entregasse, acabou assassinado. Não havia qualquer outra razão para matar Casemiro", afirmou Laércio Rossetto ao CB. Poder, programa de parceria dom a TV Brasília.
O delegado Laércio Rossetto foi o entrevistado do CB Poder desta segunda-feira (23/9)(foto: Ana Dubeux/CB/D.A Press)
Chama a atenção dos investigadores o fato de o quarteto ter conhecimento sobre os cofres que tinham na casa de Casemiro. "O ambiente (residência) era rico em pinturas e obras de arte. Contudo, só foi levado o que estava dentro desses cofres. Isso indica que a ação foi premeditada, com auxílio de pessoas que tinham informações privilegiadas quanto a vida do sacerdote", destacou Rossetto. "Isso se confirma porque os cofres foram arrombados com peças do próprio padre, pois ele tinha uma pequena oficina ali", acrescentou.
O objetivo dos agentes é conseguir identificar quem são os quatro assaltantes, além dos possíveis informantes. Para conseguir chegar até os suspeitos, peritos da Polícia Civil estão auxiliando com exames técnicos. "A apuração está evoluindo, sim. Temos as imagens desses homens e esse material é trabalhado pela polícia científica, para evitar equívocos. Papapiloscopistas estão analisando digitais e fragmentos de objetos que estavam na cena do crime", detalhou.
Latrocínio
O padre Casemiro foi morto na noite de sábado (23/9), após finalizar uma missa na Paróquia Nossa Senhora da Saúde, localizada na 702 Norte. O quarteto rendeu o sacerdote e ficou com ele cerca de três horas, com o pescoço, mãos e pés amarrados. O laudo cadavérico confirmou que o religioso polonês foi morto por asfixia.
Durante a ação, os suspeitos também renderam o caseiro José Gonzaga da Costa, 39. Bandidos o amarraram no local, mas ele conseguiu pedir socorro. A vítima sofreu escoriações nos braços, nas mãos e foi transportado, estável e orientado, pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional da Asa Norte.
Padre Casemiro é velado na tarde desta segunda-feira (23/9). O enterro será às 16h30, no cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior