( 00:00:00 )

domingo, 22 de setembro de 2019

author photo

Padre sofreu emboscada de quatro homens antes de ser morto, diz PCDF
Polícia Civil analisa as câmeras de segurança da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, onde o sacerdote Kazimerz Wojn foi morto
A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) analisa a cena do crime do padre Kazimerz Wojn, ocorrida na noite desse sábado (21/09/2019). “O que podemos afirmar, de fato, é que se trata de um latrocínio, sem dúvida. Começamos os trabalhos às 23h40 e estamos aqui até agora, em busca dos vestígios”, afirmou o delegado-chefe da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), Laércio Rossetto, ao Metrópoles.
O delegado explicou que o crime ocorreu quando o padre se dirigia para uma obra, nos fundos da paróquia, após celebrar a missa das 18h30. “Pelo levantamento que fizemos, foi entre 18h40 e 21h40. Temos suspeita de que quatro homens já esperavam por ele no local”, disse. A PCDF já sabe o trajeto de fuga adotado pelos criminosos, que deixaram, pelo caminho, um HD, um celular e uma maleta.
Os investigadores contam com o testemunho do caseiro José Gonzaga da Costa, de 39 anos, que também foi feito refém pelos bandidos, mas conseguiu fugir e pedir socorro. À PCDF, o funcionário disse que os suspeitos estavam armados. “Segundo o relato, um dos indivíduos deu um soco no rosto dele e colocou uma arma em sua boca. Ele ouviu os outros falarem que também estavam armados”, apontou Rossetto.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior