( 00:00:00 )

sábado, 14 de setembro de 2019

author photo

Durante uma sessão da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, na manhã de ontem (11), o deputado Capitão Assunção (PSL) subiu à tribuna para oferecer uma recompensa. O parlamentar disse que pagaria R$ 10 mil a quem matasse e trouxesse o cadáver até ele do assassino de Maiara de Oliveira Freitas, de 26 anos. A jovem foi morta durante a madrugada dessa quarta-feira (11), em Cariacica (ES), em frente à filha de 4 anos. A informação é do portal Folha de Vitária.
“R$ 10 mil do meu bolso para quem mandar matar esse vagabundo. Isso, não merece estar vivo não. Eu tiro do meu bolso para quem matar esse vagabundo aí”, disse o deputado.
A fala de Assunção ocorreu enquanto a pauta da sessão era criação de um fundo penitenciário no Espírito Santo. Depois de oferecer a recompensa, ele criticou a ideia, e o que definiu como “benefícios” aos presidiários.
“Vagabundo, que tira a vida de inocente e vai lá ser beneficiado? Nós temos que tomar vergonha na cara, e parar com esse discurso de que preso é gente boa. Preso foi lá porque ele fez maldade contra o cidadão. Essas desgraças não podem estar vivos”, declarou.

your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior