quinta-feira, 24 de outubro de 2019

author photo


Segundo investigações, eles são suspeitos de burlar licitações para que um integrante da organização fosse contratado para executar eventos culturais e artísticos.
A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga um grupo suspeito de desviar verbas públicas do Fundo de Amparo à Cultura (FAC), da Secretaria de Cultura do DF. Na manhã desta quinta-feira (24), são cumpridos quatro mandados de busca e apreensão para obter elementos que provem a culpabilidade ou não da organização.
Segundo apuração, o grupo criminoso é suspeito de burlar as licitações para que um dos membros sempre fosse contratado pelo poder público para executar eventos culturais e artísticos da capital federal.
À época, entre os anos de 2010 e 2014, o grupo teria se apropriado de verba pública no total de R$ 240 mil. Com base em relatório de auditoria especial da Controladoria-Geral do Distrito Federal, as irregularidades apuradas no período vão desde contratações que não exigiam licitações, cujos projetos básicos já constavam as indicações dos artistas com os respectivos valores a serem contratados, evidenciando flagrante direcionamento de contratação, até a descoberta de processos administrativos nos quais se verificou que representantes de falsas empresas concorrentes agiram de forma fraudulenta para legitimar a proposta vencedora.
A operação, deflagrada pela PCDF por meio da Divisão Especial de Repressão à Corrupção (Decor/Cecor), com o apoio das
Promotorias de Justiça Regionais de Defesa dos Direitos Difusos (Proregs) do Ministério Público (MPDFT), foi denominada de Dark Stage (Palco Escuro). Os investigados poderão responder por peculato, falsidades documentais diversas e fraudes licitatórias.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA