terça-feira, 19 de novembro de 2019

author photo

Por Max Cardoso

Prática da bonificação por volume, o BV, faz com que mais de 80% de todas as receitas publicitárias da TV brasileira estejam concentradas na Globo, ainda que a emissora alcance apenas 33% da audiência
A Rede Globo vem amargando nos últimos 10 anos uma queda anual na sua audiência, mas ela não está preocupada com o declínio, porque a sua receita publicitária no mesmo período está quebrando recordes.
O pilar de sustentação deste estranho fenômeno, único no mercado de mídia do mundo, é a prática chamada bonificação por volume, conhecida como BV. Essa prática faz com que as agências de publicidade queiram colocar cada vez mais dinheiro na emissora, porque estão de olho na comissão que irão receber do grupo.
Tal bonificação aumenta percentualmente quanto maior for o volume de dinheiro que a agência insira na Globo. Isso faz com que elas injetem cada vez mais capital na emissora carioca, ignorando tanto a queda da audiência quanto a linha ideológica em desacordo com a opinião pública.
O famigerado BV foi inventado por Roberto Marinho ainda na década de 1960, quando a televisão brasileira estava no seu começo. Essa prática, também chamada no passado de plano de incentivo, foi concebida como um meio de incentivar as agências de publicidade a crescerem e ajudar nos gastos com a criação da mídia publicitária.
Mas como outrora já havia alertado Aristóteles: “Um pequeno erro no início torna-se grande no fim”. Nesse caso específico, podemos dizer que torna-se um esquema monstruoso de corrupção, simplesmente um dos maiores do mundo.
Fonte: Terça Livre
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA