segunda-feira, 4 de novembro de 2019

author photo

O deputado distrital Hermeto (MDB) pediu afastamento temporário da CPI do Feminicídio na manhã desta segunda-feira (4/11). Segundo o parlamentar, a saída se justifica pela morte da irmã no domingo (3/11). “Diante deste acontecimento inesperado, e tão sofrido para nós, preciso desse momento para me dedicar à família”, disse o distrital no memorando encaminhado à presidência da Câmara Legislativa.
No lugar dele, entra o suplente, Eduardo Pedrosa (PTC).
Denúncias
A participação do deputado na CPI era alvo de questionamento após virem à tona denúncias de ameaças e violência doméstica feitas pela ex-mulher de Hermeto, Vanusa Ferreira. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) concedeu a ela medida protetiva, que impede o parlamentar de se aproximar da ex-companheira.
Hermeto nega todas as acusações e se diz vítima de uma armadilha pessoal e política. Segundo ele, as denúncias são falsas e motivadas pelo término do relacionamento dos dois e a discordância sobre os termos do divórcio. O deputado também alega que Vanusa buscava, com a ação, visibilidade política.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA