sexta-feira, 8 de novembro de 2019

author photo

Lula sai da cadeia e ataca “lado podre” da PF, do MP e Bolsonaro
Ex-presidente disse que os apoiadores no acampamento o ajudaram a lidar com os quase 600 dias de prisão em Curitiba
Ao sair da prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva agradeceu aos integrantes do acampamento Lula Livre que, durante 580 dias, estiveram em frente à carceragem da Polícia Federal em Curitiba. O petista disse que o apoio foi “o alimento para que ele pudesse lutar” contra o que chamou de “lado podre” do Ministério Público, da Justiça e da Polícia Federal. Segundo o petista, essas instituições trabalharam para criminalizar a esquerda, o PT e a ele mesmo.
“Vocês eram o alimento da democracia que eu precisava para enfrentar o lado podre da Polícia Federal, o lado podre do Ministério Público Federal, o lado podre da Receita Federal e trabalhar pela esquerda. Eles tentaram criminalizar o PT e o Lula. Eu não poderia ir embora daqui sem cumprimentar vocês”, disse Lula.
“Vocês não tem dimensão do significado de eu estar aqui, junto com vocês. A vida inteira estive conversando com o povo brasileiro. Não pensei que, no dia de hoje, eu estaria aqui, conversando com homens e mulheres que ficaram aqui todos os dias gritando: ‘Bom dia, Lula. Boa tarde, Lula. Boa noite, Lula’. Não importa que estivesse chovendo, fazendo 40 graus, zero grau”, disse Lula, ao deixar a carceragem em Curitiba e discursar para centenas de pessoas que o aguardavam do lado de fora.
your advertise here
Próximo Próximo
Anterior Anterior

Tempo Agora

ESTRUTURAL - DF TEMPO AGORA