Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Aparecida tem redução nas internações por Covid-19, mas Saúde alerta para prevenção

A Secretaria de Saúde (SMS) de Aparecida de Goiânia tem registrado, neste mês de setembro, uma queda gradativa e consistente do número de i...


A Secretaria de Saúde (SMS) de Aparecida de Goiânia tem registrado, neste mês de setembro, uma queda gradativa e consistente do número de internações nos leitos exclusivos para Covid-19 nas enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) do município. Nesta segunda-feira, 28, a taxa dessas internações estava em 43,75% para as UTI’s e 60% para as enfermarias. Mesmo com a tendência de queda, a SMS ressalta que ainda é cedo para afirmar que a situação não voltará a se agravar e alerta a população para não afrouxar as medidas de prevenção contra o contágio e a disseminação do coronavírus.

O secretário de Saúde Alessandro Magalhães informa que, nesta segunda-feira, 28, o município possui 830 casos ativos da Covid-19, que estão monitorados pelo serviço de Telemedicina, fazendo o uso de oxímetros, realizando exames ambulatoriais ou hospitalizados, e, que “em cerca de seis meses de enfrentamento à pandemia, já acompanhamos mais de 23 mil pacientes diagnosticados com a Covid-19 e monitoramos 660 dos grupos de risco. Quanto aos óbitos, foram 437 vidas perdidas para a doença. Por tudo isso, apesar dos bons indicadores que indicam um possível enfraquecimento da pandemia e os bons resultados que atingimos com a tríade “testar, monitorar e cuidar”, é fundamental que a população entenda que o perigo ainda não passou e que todos devem manter as medidas de segurança”.

Alerta para preservar vidas

O diretor de Avaliação e Controle da SMS, Luciano de Moura Carvalho, reforça as palavras do secretário e acrescenta que “já tivemos taxas de internação em leitos exclusivos para Covid-19 de até 83%, daí entramos num movimento de queda, passamos por 70%, 65%, e chegamos a 46% no último 17 de setembro. No dia 22 de setembro chegamos a 50% para as UTI’s e 55% para as enfermarias e agora contabilizamos 43,75% para UTI’s e 60% para enfermarias. Esses números demonstram que estamos no caminho certo mas que ainda não é hora de se descuidar. Estamos lidando com uma doença nova, ainda em estudo no mundo inteiro, e os cientistas têm repetido incansavelmente que não se pode brincar com o coronavírus. O perigo continua e temos o dever de preservar vidas”.

O secretário Alessandro Magalhães afirma que os números apontam, também, outros bons resultados em Aparecida, como no caso dos 660 pacientes de grupos de risco monitorados pela SMS: “Desse total, apenas 4% precisaram de internação e 1,3% necessitaram de UTI”, e acrescenta: “Nosso município também tem um índice de letalidade bem abaixo do nacional, que tem percentual de mortalidade em decorrência da Covid em 3%, ao passo que estamos em 1,36%”.

Esforço conjunto

Quem também enfatiza a importância dos cuidados preventivos é o superintendente de Atenção à Saúde da SMS, Gustavo Assunção: “Implantamos 240 leitos hospitalares exclusivos para a Covid-19, testamos em massa a população, nossas 40 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e as três Unidades de Pronto Atendimento 24h (UPA’s) estão prontas para atender a todos, nosso pessoal é capacitado e o monitoramento tem sido muito bem-sucedido, mas nada disso continuará tendo o efeito desejado se as pessoas descuidarem da prevenção. O esforço tem que ser de todos”.

Diagnóstico precoce

Gustavo Assunção lembra, ainda, que o município tem 13 pontos de realização do teste RT-PCR padrão ouro para diagnóstico da Covid-19 e que todos que estiverem com sintomas devem procurar uma unidade de saúde ou ligar no 0800-646-1590 e agendar o exame. “Quanto mais rápido for o diagnóstico da doença, melhor. Pode significar a diferença entre a vida e a morte,” reforça o gestor.

Medidas de prevenção essenciais

Confira as medidas indispensáveis de segurança contra o contágio e a disseminação do coronavírus indicadas pela SMS:

-Lavar as mãos, higienizar objetos e usar a máscara sempre que estiver na presença de outras pessoas;
-Procurar atendimento médico a qualquer suspeita da doença;
-Manter, sempre que possível, o distanciamento social, evitando quaisquer aglomerações.



Nenhum comentário