Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Ibaneis faz acordo com Sara Giromini após ser chamado de 'bandido' em vídeo

Ibaneis faz acordo com Sara Giromini após ser chamado de 'bandido' em vídeo Extremista terá que entregar 100 cestas básicas para ins...


Ibaneis faz acordo com Sara Giromini após ser chamado de 'bandido' em vídeo

Extremista terá que entregar 100 cestas básicas para instituições indicadas pelo governador. Ela também se retratou das ofensas proferidas contra ele.

Por G1 DF

A Justiça do Distrito Federal homologou, nesta sexta-feira (27), um acordo entre o governador Ibaneis Rocha (MDB) e a extremista Sara Giromini. O chefe do Executivo local entrou com uma ação na Justiça por danos morais contra a extremista, após ser chamado de "bandido" em um vídeo gravado por ela e publicado nas redes sociais, em junho (veja detalhes abaixo).
De acordo com o Tribunal de Justiça do DF (TJDFT), Sara terá que entregar 100 cestas básicas a instituições indicadas pelo governador. Além disso, segundo o TJDFT, Sara se retratou das manifestações verbais e escritas contra Ibaneis Rocha.
No pedido de desculpas, ajustado entre as duas partes, a extremista disse ter sido movida pelo "calor da emoção", e não ter tido intenção de ofender a honra do governador. Até a última atualização desta reportagem, o G1 tentava contato com a defesa de Sara Giromini.
Sara é investigada em um inquérito aberto pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeita de arrecadar recursos para atos antidemocráticos. Ela ficou presa temporariamente de 15 a 24 de junho e, desde então, é monitorada por tornozeleira eletrônica (saiba mais abaixo).

Reação



Publicação feita por Sara Giromini nas redes sociais com ataques a Ibaneis e ao STF; imagem anexada ao processo — Foto: Reprodução

O vídeo foi publicado nas redes sociais em 14 de junho, um dia após Ibaneis decretar o fechamento da Esplanada, depois que manifestantes soltaram fogos contra o STF. À época, o grupo se referiu ao ato como "um recado" aos Três Poderes. O protesto foi realizado no mesmo dia em que acampamentos de grupos extremistas foram desmobilizados em operação do GDF.

Na gravação, Sara diz: "Eu, pelo menos, e todo mundo aqui [no acampamento], concordamos que Ibaneis é um puta de um bandido e o STF é uma ditadura comunista".

A publicação também critica a prisão de Renan Sena, ex-funcionário terceirizado do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Nesta sexta-feira, ele foi alvo de uma operação da Polícia Federal que investiga um grupo que fazia propaganda, em redes sociais, para pedir a intervenção militar e a prisão de ministros do STF.

Renan ainda foi autuado por injúria contra autoridades do Judiciário, Legislativo, além do governador Ibaneis, em vídeo no qual repercute o decreto de fechamento da Esplanada. Renan também é alvo de queixa-crime registrada por Ibaneis.

Fonte: G1

Nenhum comentário