Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Classic Header

{fbt_classic_header}

Últimas notícias

latest

Pesquisa revela empate entre Naves e Gomide em Anápolis; Candidato do PT tem a maior rejeição

  Na pesquisa estimulada, ou seja, quando são apresentados os nomes dos candidatos, o candidato do PT, Antônio Gomide, que aparecia com 32...

 Na pesquisa estimulada, ou seja, quando são apresentados os nomes dos candidatos, o candidato do PT, Antônio Gomide, que aparecia com 32% em 9 de outubro, agora registra 30%. Já o atual prefeito e candidato à reeleição, Roberto Naves (PP), tinha 22% e agora conta com 30% das intenções

Candidatos a prefeito de Anápolis, Antônio Gomide (à esq) e Roberto Naves / Foto: Reprodução

A pesquisa encomendada pela Record TV Goiás e realizada pelo RealTime Big Data mostrou o desempenho dos candidatos a prefeitura de Anápolis. Na pesquisa estimulada, ou seja, quando são apresentados os nomes dos candidatos, o candidato do PT, Antônio Gomide, que aparecia com 32% em 9 de outubro, agora registra 30%. Já o atual prefeito e candidato à reeleição, Roberto Naves (PP), tinha 22% e agora conta com 30% das intenções.

Já o candidato Márcio (MDB) tinha 1% e agora registra 9%. Na contramão da descrente está o candidato do PSL, Valeriano, que tinha 11% e caiu para 4%. João Gomes (PSDB) tinha 2% e agora soma 3% das intenções de voto. Brancos e nulos registram 10%, não souberam responder 8% dos entrevistados.

Os pesquisadores também avaliaram o índice de rejeição dos candidatos. Na pesquisa do dia 9 de outubro, Antônio Gomide tinha 11% e agora registra 24%. Roberto Naves que tinha 18% caiu para 16%. Valeriano (PSL) aparecia com 6% e agora tem 9%. O candidato do PSL, Valeriano saiu de 6% para 9%. João Gomes (PSDB) caiu de 4% para 3%. Por fim, o emedebista Márcio manteve seus 1%.

Na pesquisa anterior 10% rejeitavam todos os candidatos, agora são 12%. 32% não rejeitavam nenhum, agora são 17%. Ainda na mesma pesquisa 12% não sabiam ou não quiseram responder, agora são 9%. O levantamento, realizado entre os dias 22 e 24 de outubro, conta com um nível de confiança de 95% com margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: Jornal Opção

Nenhum comentário