Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Governo Federal errou ao não comprar as vacinas com antecedência, diz Rodrigo Delmasso

Nesta sexta-feira (26) o deputado Rodrigo Delmasso em entrevista ao Tudo Ok Notícias falou sobre a compra das vacinas para o Distrito Federa...


Nesta sexta-feira (26) o deputado Rodrigo Delmasso em entrevista ao Tudo Ok Notícias falou sobre a compra das vacinas para o Distrito Federal. Delmasso faz parte da Comissão Especial da Vacinação da Câmara Legislativa do Distrito Federal, que foi recebida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski. Os integrantes defenderam junto ao ministro o direto de cada unidade da Federação comprar diretamente o imunizante.
Delmasso declarou que o Governo Federal errou ao não comprar as vacinas com antecedência. “As doses que estão sendo fabricadas, já foram vendidas para outros países “, declarou.
Ele cita alguns exemplos: “Israel comprou suas vacinas em julho do ano passado. Os EUA compraram em agosto de 2020. O Reino Unido comprou parte da fabricação da Oxford/AstraZeneca em setembro de 2020. Hoje, não adianta você procurar qualquer laboratório. Parte da produção da Sputnik V já está comprometida com Argentina.”

Segundo o vice-presidente da CLDF, não se tem vacina para se vender. “Existem dois contratos, um com o Instituto Butantan e o outro Bio-Manguinhos. Neste caso, eles não estão conseguindo produzir novas encomendas”, afirmou ele.

Na opinião do deputado Delmasso, a decisão do Supremo foi tardia. “O STF deveria ter dado a decisão no ano passado, quando o governo do Estado da Bahia entrou com o pedido da liminar para que os estados pudessem comprar diretamente. Aí, sim!. Os estados poderiam fazer uma mobilização para negociar com os laboratórios e fazerem a compra.”

Delmasso explanou da falta de estratégia do governo federal, em não se ater para compras antecipadas das vacinas. “O que Palácio do Planalto fez em dezembro comprando as vacinas, deveria ter sido feito em julho do ano passado. Mas preferiu deixar as vacinas para segundo plano”, disse Rodrigo Delmasso.

Fonte: Tudo OK Notícias 

Nenhum comentário