Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Jacarezinho: ‘Quem não quis enfrentar a polícia foi preso’, diz delegado

"O único executado na operação foi o policial André Frias" Por Hélio Rosa O delegado Rodrigo Oliveira, subsecretário de Planejame...


"O único executado na operação foi o policial André Frias"

Por Hélio Rosa


O delegado Rodrigo Oliveira, subsecretário de Planejamento e Integração Operacional da Polícia Civil do Rio de Janeiro, deu a afirmação durando uma entrevista à CNN Brasil. Segundo ele os mortos na operação se restringem aqueles que enfrentaram a polícia.
Oliveira alegou que todo os 27 mortos na operação são suspeitos ou condenados de tráfico de drogas. Para ele diante da brutalidade e do poder de fogo dos traficantes ao enfrentarem a polícia é “leviano” se questionar a “letalidade” da polícia.
“Dessa investigação específica, três elementos foram presos e três vieram a falecer no confronto. Isso é a prova cabal de que aqueles que não quiseram enfrentar foram presos, e aqueles que de alguma forma tentaram enfrentar o estado e a Polícia Civil, vieram a falecer”, explica oliveira Oliveira.
E completou
“O fato é que a polícia se fez presente. Todos eles (os mortos) têm antecedentes criminais, se se pensa em falar em execução neste contexto, o único executado nessa operação foi o policial civil, que tão logo desembarcou do blindado, foi alvejado na cabeça por força das próprias barricadas que o tráfico fez (…) a única execução que existe nessa operação é a do policial civil, todos os demais que vieram a falecer foram em confronto, e aqueles que preferiram se render foram presos”.
Porém, Oliveira reconhece que não é possível se falar em operação foi “bem-sucedida” diante de tantas fatalidades.
A operação decorre de uma investigação de 10 meses e que contou com o apoio do Ministério Público do Rio de Janeiro e também do Judiciário. Vale lembrar que os policiais adentraram Jacarezinho para cumprir 21 mandados de prisão.

Ainda sobre o fato de dois passageiros que estavam dentro de um vagão do metrô terem sido atingidos por balas perdidas, o delegado aponta que foram os suspeitos que atiraram contra o vagão, possivelmente na tentativa de afetar a imagem da polícia, e que do curso das investigações isso será evidenciado.

*Com informações da CNN Brasil

Nenhum comentário