Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Lêda Borges lamenta as 300 mortes e questiona o mau uso dos R$ 30 milhões da covid-19 em Valparaíso

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) lamentou nesta quinta-feira (27) a marca de 300 óbitos causados pela covid-19, registrada em Valparaí...


A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) lamentou nesta quinta-feira (27) a marca de 300 óbitos causados pela covid-19, registrada em Valparaíso de Goiás.
“Muitos deles meus amigos, conhecidos, pessoas pioneiras na nossa cidade que foram acometidas por essa pandemia e vieram a óbito”, comentou.
Além de prestar condolências às famílias das vítimas, a parlamentar criticou a forma como a crise em saúde foi tratada na cidade. Ela diz que o governo local recebeu uma "enxurrada de dinheiro" e mesmo assim não preparou a rede municipal de saúde para atender a população.
Segundo Lêda Borges, a tristeza pelos mortos se mistura com a indignação por conta da má gestão dos R$ 30 milhões que a cidade recebeu da União para enfrentar a pandemia e mesmo assim o governo não construiu um único leito de UTI.
"O que mais me causa indignação é que Valparaíso de Goiás, na abertura daquela enxurrada de dinheiro no ano eleitoral municipal, recebeu R$ 30 milhões e nem assim, o governo municipal que lá está, se dignou a construir, a instalar um único leito sequer de UTI", disse a parlamentar.
“Faltam medicamentos, médicos, testes de Covid. 
O que foi feito do recurso? Fica aqui minha indignação, o meu repúdio à forma vil como as vidas são tratadas neste país, neste estado e na minha cidade”, completou Lêda Borges.
A valparaisense ainda lembrou que toda a rede de atendimento à saúde existente na cidade atualmente é a que ela ampliou e construiu enquanto foi prefeita entre 2008 e 2012:
“A rede pública municipal que ainda existe naquela cidade é a rede municipal que eu deixei pronta há 9 anos, quando fui prefeita da cidade. O governo municipal foi incapaz de preparar a rede de saúde. Houve falta de planejamento e falta de empatia com o cidadão. Não houve preocupação com a vida”, criticou.
Assista ao pronunciamento feito pela deputada Lêda Borges:

Nenhum comentário