Page Nav

HIDE

Grid

GRID_STYLE

Pages

Últimas notícias

latest

Governo de Goiás ajuda famílias carentes em processos judiciais, entenda

Foto: reprodução do Jornal Extra Governo de Goiás ajuda famílias carentes em processos judiciais, entenda De acordo com a Segov, a dativa já...

Foto: reprodução do Jornal Extra

Governo de Goiás ajuda famílias carentes em processos judiciais, entenda
De acordo com a Segov, a dativa já atuou em mais de 1206 processos na justiça representando a população mais pobre.
Nesta quarta-feira, dia 30, o Governo de Goiás representado pela Segov ( Secretaria de Governo) efetuou mais um pagamento para a Advocacia Dativa. 
A saber, o repasse foi de R$500 mil referente ao mês de junho pelos serviços prestados à população mais carente.
Neste mês o pagamento foi repassado a 104 advogados que trabalharam em mais de 1206 processos na justiça. Vale lembrar que os pagamentos mensais são um compromisso da atual gestão que recebeu o Governo com um passivo de R $40 milhões.
De acordo com o Secretário Ernesto Roller o governo goiano tem feito grande esforço para atender a categoria: “Mesmo com a pandemia, vivemos a maior série histórica de pagamentos, possível graças à correta aplicação de tudo o que é arrecadado pelo Fundativo. Isso demonstra a responsabilidade de um governo que sabe usar o dinheiro público” disse o secretário.
Desde de 2019 já foram transferidos mais de R$ 18 milhões a Advocacia Dativa
De acordo com a Segov, só este ano já foram repassados R $3 milhões para a Advocacia Dativa. 
A saber, a origem dos recursos são do Fundo de Apoio à Advocacia Dativa (fundativo). 
Estes recursos representam 2% da arrecadação de cartórios extrajudiciais
Esse apoio do Governo de Goiás a população mais carente é muito importante, já que em vários locais do estado não possuem Defensoria Pública. 
Dessa forma, os advogados dativos são os responsáveis pela prestação de assistência jurídica.
Por fim, para entender os tipos de demanda atendidos pela Dativa, confira algumas: pedidos de adoção, separação judicial, ações de usucapião, investigação de paternidade, pedidos de habeas corpus, entre outras.
Link da matéria: 

Da redação
A Politica e o Poder 
E-mail: apoliticaeopoder@gmail.com

Nenhum comentário